Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

7 causas da dor no ovário – e quando você deve procurar ajuda médica

Causa da dor no ovario

A dor no ovário tem várias causas e, em algumas delas, a ajuda médica precisa ser imediata.

Os ovários são duas pequenas glândulas do sistema reprodutor feminino localizadas nos dois lados da pelve inferior.

O papel dos ovários é vital na reprodução, no ciclo menstrual e no desenvolvimento de características sexuais em mulheres.

Cada mês, um folículo amadurece, e um óvulo é liberado do ovário.

Esse processo é conhecido como ovulação, e acontece próximo do 14º dia do ciclo menstrual médio.

O problema é que, para algumas mulheres, o ovário pode ser bastante dolorido.  

Veja aqui as sete causas mais comuns da dor no ovário:

1. Ovulação

Mais comum do que parece, a dor da ovulação também é conhecida como Mittelschmerz, que vem das palavras alemãs “dor” e “meio” = dor no meio, ou seja, “dor no meio do ciclo”.

A dor da ovulação pode ocorrer em um ou ambos os lados do corpo e às vezes é acompanhado por náusea, sangramento ou aumento do corrimento vaginal.

2. Doença inflamatória pélvica (DIP)

As bactérias sexualmente transmissíveis como gonorreia ou a clamídia, por exemplo, podem causar doença inflamatória pélvica (DIP).

A DIP é uma infecção que se espalha para o útero, ovários ou trompas de Falópio.

Mas também é possível obter DIP de uma infecção após o parto, inserção de DIU, aborto, aborto ou outro procedimento invasivo.

3. Torção

Muitas pessoas não sabem, mas o ovário é conectado à parede abdominal por um ligamento fino, através do qual os vasos sanguíneos e nervos que suprem o ovário também passam.

É possível que o ligamento se torça ou fique atado.

A torção é mais comum se houver um cisto no ovário, porque o cisto torna o ovário mais pesado ou maior que o normal.

Fique atenta: a torção ovariana é uma emergência médica. 

4. Endometriose

A conhecida e dolorida endometriose é o crescimento anormal do tecido menstrual fora do útero.

Esse tecido pode crescer em qualquer parte do abdome ou da pelve, inclusive no ovário, e se comporta da mesma forma que durante um ciclo menstrual.

No início do ciclo, o tecido cresce em resposta aos hormônios do corpo.

Quando a menstruação chega, o tecido também começa a se soltar, assim como o revestimento do útero.

Isso pode causar hemorragia interna, tecido cicatricial e dor abdominal ou pélvica grave.

5. Cisto ovariano

Eles são comuns e nem sempre apresentam sintomas.

Um cisto ovariano é um saco cheio de líquido que cresce no ovário de uma mulher.

Mas se o cisto for muito grande ou se romper, ele pode causar dor, inchaço, alterações nos períodos menstruais, desejo frequente de urinar e desconforto geral.

6. Síndrome do ovário remanescente

A síndrome do ovário remanescente ocorre apenas em mulheres que tiveram os ovários e as trompas de Falópio removidas cirurgicamente.

Se algum tecido ovariano permanecer na pelve, ele pode continuar a responder e produzir hormônios.

Isso pode causar dor constante.

Mulheres com síndrome de ovário remanescente também podem sentir dor durante o sexo, ao urinar ou ao evacuar.

7. Dor referida

Problemas como apendicite, gravidez ectópica, pedras nos rins, constipação ou gravidez precoce podem causar dor referida, dando a impressão de que a dor é no ovário.

Mas quando é preciso realmente se preocupar e consultar um médico?

O mais importante é saber que, se você sentir qualquer dor pélvica incomum, deve procurar um profissional de saúde.

Apenas o médico poderá realizar exames para ajudar a descobrir a origem da dor, já que as complicações associadas à dor no ovário dependem do que está causando o desconforto.

A torção ovariana não tratada, por exemplo, pode levar à morte do ovário, perda de fertilidade e até mesmo infecção grave ou morte.

Endometriose ou infecções, como a DIP, precisam de tratamento para que não causem outros problemas de saúde, como a infertilidade.

O cisto ovariano rompido pode causar infecção na pelve.

Isso pode ser muito grave e até fatal.

Se a dor for repentina ou estiver acompanhada de vômito, febre ou sangramento vaginal, procure imediatamente um pronto-socorro. 

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO