Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

6 sinais da doença de Hashimoto ou tireoidite crônica e como tratar naturalmente!

Tiroidite de Hashimoto, também conhecida como tireoidite linfocítica crônica, é uma doença autoimune.

Ela atinge o sistema imunológico, o que acaba afetando todo o organismo.

Como o nome sugere, a enfermidade está relacionada a problemas na tireoide.

Neste post, explicaremos a doença, como ela se desenvolve e como podemos evitar.

Para começar, veja quais são os fatores que podem estar relacionados a essa condição:

1. Excesso de iodo

2. Exposição à radiação

3. Genética

Além disso, pesquisas comprovaram que as mulheres têm sete vezes mais chances de sofrer com a doença do que os homens.

Ou seja, são fortes indícios de que os hormônios sexuais influenciam a doença.

Os sintomas

Geralmente os sintomas da doença de Hashimoto manifestam-se de maneira leve no principio, o que dificulta o diagnóstico da doença.

Às vezes, ela até se confunde com um simples bócio.

No entanto, os principais sintomas são:

1. Aumento de peso

2. Cansaço e fadiga crônica

3. Dores musculares e nas articulações

4. Dificuldade em engravidar

5. Irregularidade do período menstrual

6. Prisão de ventre

Aparecendo esses sintomas, procure seu médico.

Se a doença não for tratada a tempo, pode haver uma série de problemas, como:

– Inflamação anormal na garganta

– Distúrbios emocionais

– Problemas cardíacos

– Defeitos congênitos

Tudo isso graças às complicações nas glândulas da tireoide.

Para tratar a doença, é muito importante o apoio de um bom médico, pois, entre outras coisas, ele vai prescrever exames para monitorar o funcionamento da tireoide.

Visão naturalista

Para a medicina natural, o primeiro passo é melhorar a dieta.

Alimentos como ovos, glúten (pães e massas feitos com trigo) e soja podem causar grande desgaste nos órgão.

Além disso é muito importante ficar atento ao estresse, pois o aumento dos níveis de estresse mental/emocional vai aumentar o cortisol, piorando o quadro de dor e inflamação.

Também é essencial cuidar do intestino e melhorar as vias de desintoxicação do corpo, especialmente o fígado.

A maioria dos distúrbios relacionados ao sistema imunológico origina-se de um aparelho digestivo doente.

Portanto, o intestino e o fígado são muito importantes em qualquer plano de recuperação.

Mas, antes de iniciar uma desintoxicação, você deve curar o aparelho digestivo – principalmente o intestino –  para garantir a eliminação adequada dos detritos tóxicos.

A mobilização de toxinas sem eliminação adequada pode agravar o problema.

Além disso, é bom aumentar a exposição ao sol ou mesmo consumir suplemento de vitamina D, pois ela é muito importante na prevenção e tratamento de doenças autoimunes.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO