domingo, 28 novembro 2021
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

6 melhores remédios caseiros para aliviar os sintomas da labirintite

A mudança nos hábitos alimentares, a prática de atividades físicas e alguns remédios naturais ajudam a aliviar a labirintite.

Você sabe o que é a labirintite

Trata-se de uma infecção viral que afeta o labirinto, um órgão localizado na parte interna do ouvido e que é responsável pelas funções de equilíbrio e audição.

Essa doença acomete principalmente pessoas acima dos 40 anos, devido às mudanças hormonais que são naturais da idade.

Os sintomas mais comuns são tontura, vertigem, falta de equilíbrio, enjoo, náuseas, vômito, dificuldades para ouvir e zumbido no ouvido.

  • Vertigem: é a sensação de que a pessoa está girando em volta de um ambiente.

Mas a mudança nos hábitos alimentares, a prática de atividades físicas e alguns remédios naturais ajudam a aliviar os sintomas.

Confira seis opções!

Chá de alecrim

O alecrim é rico em ácido carnósico, ácido rosmarínico e óleos essenciais.

Essas substâncias possuem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e neuroprotetoras.

Por isso, o chá de alecrim ajuda a aliviar a tontura provocada pela labirintite.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de alecrim (folhas frescas de preferência)
  • 1 xícara de água fervente

Modo de preparo e consumo:

Coloque as folhas de alecrim devidamente higienizadas em uma xícara, adicione a água fervente, tampe e deixe em infusão.

Espere amornar,  coe e tome de três a quatro vezes ao dia sem adoçar.

No entanto, gestantes, mulheres em fase de amamentação, pessoas com doenças hepáticas (problemas no fígado) e crianças não devem consumir este chá.

Além disso, pacientes que tomam medicamentos para diabetes, pressão arterial, anticoagulantes, diuréticos e lítio também devem evitar a infusão de alecrim.

Chá de gengibre

O gengibre contém gingerol, chogaol e zingerona, substâncias com ação anti-inflamatória e antiemética.

Desse modo, ajuda a aliviar a inflamação no ouvido e também diminui outros sintomas causados pela labirintite, como, por exemplo, enjoo, náuseas e vômito.

Além do mais, o gengibre estimula o fluxo sanguíneo no cérebro, ajudando a reduzir a tontura.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de gengibre fresco ralado
  • 1 xícara de água

Modo de preparo e consumo:

Coloque a água em uma panela (ou leiteira), leve ao fogo e quando levantar fervura adicione o gengibre. 

Desligue o fogo, tampe, abafe até ficar morno, coe e tome em seguida.

Este chá também não pode ser consumido por pessoas com úlcera, sangramento no estômago, gestantes e por quem está tomando medicamentos anticoagulantes.

Chá de erva-doce com cravo-da-índia e alecrim

A erva-doce é rica em potássio, um mineral eletrólito que ajuda a aumentar a condução elétrica ao longo do corpo. 

Desta maneira, age diretamente no cérebro, aumentando as funções cognitivas.

Além disso, também é vasodilatadora, o que faz com que o oxigênio chegue mais rápido ao cérebro.

Por fim, o alto nível de potássio auxilia no controle dos níveis de pressão arterial.

Já o cravo-da-índia ajuda a melhorar o fluxo da circulação sanguínea, prevenindo a tontura causada pela labirintite.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de erva-doce
  • 1 colher (chá) de alecrim (fresco ou seco)
  • 3 cravos-da-índia
  • 1 xícara de água fervente

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes em uma xícara, adicione a água fervente, tampe e deixe em infusão por 15 minutos.

Coe e consuma morno, uma xícara duas vezes ao dia durante uma semana.

As contraindicações são as mesmas do chá de alecrim.

Chá de ginkgo biloba

O chá ginkgo biloba ajuda  a melhorar a circulação sanguínea dentro do ouvido.

Por isso, ajuda a combater o zumbido e a tontura causada pela labirintite.

A diferença dessa infusão em relação aos outros chás é que ele pode ser consumido quando as crises de labirintite são mais frequentes.

Ingredientes:

  • 33 colheres (sopa) de folhas ou pó de ginkgo biloba
  • 500 ml de água fervente

Modo de preparo e consumo:

Coloque o ginkgo biloba em um recipiente, pode ser uma jarra, panela ou leiteira, e adicione a água fervente.

Tampe e deixe em infusão por 15 minutos, depois coe e tome em seguida.

Chá de lavanda

A lavanda, também conhecida como alfazema,  possui propriedades calmantes e relaxantes que ajudam a reduzir a ansiedade e a tontura.

Também melhora a qualidade do sono e diminui o estresse, fatores que podem interferir no desenvolvimento da labirintite.

Ingredientes:

  • ½ colher (chá) de flores de lavanda
  • 1 xícara de água fervente

Modo de preparo e consumo:

Coloque a lavanda em uma xícara com água fervente, tampe e deixe abafar por 15 minutos.

Coe e tome antes de dormir – a dose diária é uma xícara de chá.

Gestantes, pessoas com úlcera no estômago ou que tenham alergia à lavanda não podem consumir este chá.

Compressa de alho e azeite

Essa compressa tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que ajudam a diminuir a inflamação no ouvido e também na lubrificação.

Com isso, auxilia no combate aos sintomas da labirintite, como zumbido, tontura e perda de equilíbrio.

Ingredientes:

  • 1 dente de alho
  • 1 fio de azeite

Como fazer e usar:

Amasse o dente de alho, coloque em uma colher, adicione um fio de azeite e leve ao fogo baixo para amornar. 

Em seguida, umedeça um pedaço de algodão no azeite,e coloque no ouvido, de um modo que tampe-o.

Deixe agir por 20 minutos e retire em seguida – faça esse procedimento três vezes ao dia.

Prevenção da labirintite

Para evitar as crises frequentes de labirintite e também a intensidade dos sintomas, alguns cuidados diários são importantes.

Os principais são: 

  • Evite estímulos visuais intensos como jogos eletrônicos, filmes e locais com iluminação forte e colorida;
  • Não movimente a cabeça de forma brusca;
  • Quando estiver deitado, não levante-se de maneira brusca (repentina);
  • Evite passar por situações de estresse;
  • Melhore a alimentação, consumindo alimentos  anti-inflamatórios;
  • Reduza o consumo de álcool e cafeína;
  • Tenha uma boa noite de sono;
  • Tome no mínimo dois litros de água por dia.

Atenção

Este conteúdo e remédios naturais não substituem a consulta médica e o tratamento indicado pelo profissional.

Além disso, nunca se automedique, pois isso é prejudicial à sua saúde.

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
571,857SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,865SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -