Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

6 dicas naturais para ajudar você a se proteger contra o coronavírus

Com algumas medidas simples, seu corpo ficará mais resistentes para vários tipos de vírus, inclusive o novo coronavírus.

Você já deve ter ouvido inúmeras vezes, na grande mídia, as orientações de como se proteger do novo coronavírus, o covid-19.

Essas orientações são baseadas nas instruções dadas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial de Saúde.

Elas basicame se resumem a lavar:

  • bem as mãos
  • usar álcool gel
  • evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos sujas
  • evitar contato com pessoas infectadas
  • ficar em casa caso esteja doente
  • cobrir a boca e o nariz com um lenço ao espirrar
  • desinfetar objetos tocados com frequência.

Sim, são ótimas medidas a serem tomadas.

Mas será que todas essas recomendações são suficientes para uma proteção totalmente eficaz?

Garantimos que não.

Há muitas outras atitudes que você pode e deve tomar para se proteger do coronavírus ou de qualquer outro vírus ou bactéria.

Quer saber como?

É simples: turbinando seu sistema imunológico.

É bem mais inteligente pensarmos numa proteção que deixa nosso próprio organismo forte o suficiente para se defender e vencer o inimigo invasor, nesse caso, o novo coronavírus.

O covid-19 é um vírus que ataca o sistema respiratório e pode causar vários sintomas muito parecidos como o de uma gripe e pode evoluir para uma pneumonia ou mesmo uma síndrome respiratória aguda grave.

A melhor forma de combatê-lo é melhorar a nossa imunidade para que o próprio corpo possa reagir e vencer o invasor.

E isso vale para todos os tipos de vírus, bactérias, fungos e inúmeras doenças que só se alojam em nosso corpo quando nossas defesas estão baixas.Mas então que medidas poderemos tomar para deixar nosso sistema imune imbatível?

Como se proteger do coronavírus de forma realmente efetiva, acessível e natural?

Segundo o médico vascular especializado em medicina preventiva e alta performance, doutor Wilson Rondó, há seis formas eficazes de prevenção contra o coronavírus.

E todas passam pelo fortalecimento do nosso organismo.

Vamos então às seis dicas para aumentar nossa imunidade e nos proteger não só contra o covid-19, mas também contra os outros vírus.

Vitamina D3

A primeira medida é fazer uso da vitamina D3, pois sem ela não tem como ativar o sistema imunológico.

Ela tem o poder de combater bactérias, vírus e fungos.

Então manter os níveis otimizados de vitamina D3 é essencial.

Uma forma de manter níveis ótimos desse hormônio (que é o que a vitamina D3 é de fato) é tomar banho de sol durante 10 a 20 minutos (não mais do que isso!) sem protetor solar e com 80% do corpo desnudo no período entre as 10h e as 15h.

Outra sugestão é que você faça a suplementação com cápsulas de vitamina D3.

Nesse caso, segundo o médico, o ideal é que a dose seja de 10.000UI por dia, associada ao magnésio e à vitamina k2.

Vitamina C

A vitamina C é imunomoduladora e está completamente ligada ao bom funcionamento do sistema imunológico.

Pode-se fazer uso de alimentos ricos em vitamina C ou também é possível fazer a suplementação.

Com uma dose de um a dois gramas de vitamina C por dia, melhores serão os resultados.

Mas procure orientação médica para evitar efeitos colaterais.

E é importante adquirir uma vitamina C de boa qualidade.

Vitamina A

Por ser um poderoso antioxidante, previne a invasão de microrganismos.

Também reduz o risco de infecções e ajuda a cicatrização de feridas.

A dosagem recomendada de vitamina A é de 10.000 UI ou 3.000 mcg por dia.

Todas as vitaminas do complexo B

Elas interagem de forma simultânea, melhorando a imunidade como um todo.

Principalmente a B6 e a B12, que têm o poder de fortalecer o sistema imunológico e combater gripes e resfriados.

Zinco

É um mineral com grande poder antioxidante.

Ele ativa os glóbulos brancos do nosso sistema imune.

Mas o uso prolongado requer supervisão médica.

Selênio

É um antioxidante que também protege o sistema imunológico e ajuda a varrer toda a sujeira para fora de suas células.

A dosagem recomendado é de 200 mcg por dia.

Uma das melhores fontes de selênio é a castanha-do-pará – duas por dia já é o suficiente.

Cabe lembrar que não adianta fazer suplementações se sua alimentação é um lixo.

Portanto, tudo começa com uma dieta saudável.

Deve-se reduzir ao máximo alimentos que provocam a queda da imunidade, como açúcar e carboidratos pobres em nutrientes, como pão branco, macarrão, biscoito, bolo e pizza.

Outro passo importante é melhorar o funcionamento do intestino tomando bons probióticos, como kefir e iogurte caseiro natural.

Também é importante incluir fitoterápicos, como:

  • A equinácea, que reduz a duração e gravidade dos resfriados e viroses.
  • A quercitina, que previne e trata resfriados e gripes. É um potente antiviral.
  • O própolis é um incrível imunomodulador. Combate vírus e infecções.

Deve-se ainda fazer atividade física com regularidade e dormir de sete a oito horas por noite, tendo o cuidado de ir para a cama antes das 23 horas, para produzir mais melatonina, hormônio essencial para as nossas defesas.

Dormir menos que isso compromete a imunidade e predispõe a doenças.

Outro ponto, não menos importante, é evitar o estresse, pois é um grande fator de queda da imunidade.

Procure ter bons hábitos como praticar ioga, meditação, caminhar com o pés na areia, dançar, andar de bicicleta e ter um hobby que o tire da rotina estressante do dia a dia.

Todas essas atitudes lhe trarão naturalmente a conquista de uma supersaúde.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO