Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

6 coisas que ajudam você a perder o desejo por doces

Existem ervas e suplementos que podem reduzir o desejo por doces.

Você é viciado em açúcar?

Adora um docinho de sobremesa ou come chocolate até mesmo no café da manhã?

Então, se livrar dessas guloseimas não será tarefa fácil para você, especialmente quando seu desejo por doces é causado por desequilíbrios e deficiências nutricionais. 

O problema é que o consumo de açúcar, principalmente o açúcar branco, pode aumentar o risco de diabetes, obesidade, colesterol alto, gastrite e prisão de ventre.

E o pior: cientistas confirmam que o açúcar desperta o câncer.

Mas calma!

De acordo com o doutor Jacob Teitelbaum, médico e autor de The Complete Guide to Beating Sugar Addiction , “existem várias ervas e suplementos testados que podem manter seu desejo por doces sob controle, apoiando a função adrenal e diminuindo o baixo nível de açúcar no sangue.”

Ginseng

O ginseng americano e o asiático são ótimas opções de consumo se você estiver estressado.

Alguns estudos mostraram que o ginseng asiático pode diminuir a glicose no sangue, e até mesmo ajudar na função imunológica.

Se você tiver pressão alta, escolha o ginseng americano.

Dose: 100 mg duas vezes ao dia.

Cromo

Este mineral ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis, diminuindo a irritabilidade e os desejos de açúcar.

Dose: 200 mcg por dia via um bom multivitamínico.

Berberina

A berberina é um fitoterápico feito à base de ervas chinesas.

Ele ajuda a controlar o  diabetes, além de ser aliado no tratamento da cândida intestinal e outras infecções.

Aqui no Brasil geralmente é vendido em lojas de produtos naturais ou em farmácias de manipulação.

Dose: 250 mg três vezes ao dia

Canela

A canela, quando adicionada a alimentos como cereais e café, diminui a necessidade de adição de açúcar.

Dose: conforme desejado junto com alimentos e bebidas. Mas é contraindicada a pessoas com pressão alta.

Vitamina D

Segundo pesquisas, quando os níveis de vitamina D são baixos, o hormônio que ajuda a desligar o apetite não funciona e você sente fome, não importa o quanto coma. 

Por isso, quem possui vitamina D suficiente tende a perder mais peso do que aqueles com baixos níveis.

A deficiência de vitamina D no corpo também está associada ao aumento do risco de diabetes.

Dose: 400 a 2000 UI diariamente por meio de um bom suplemento.

Ômega 3

O ômega 3, encontrado em peixes de água fria como bacalhau e salmão, não é bom apenas para melhorar função cerebral. 

Ácidos graxos, como o ômega 3, ajudam também a controlar a glicose no sangue.

Em estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Austrália do Sul e publicado na revista médica Public Health Nutrition, concluiu-se que uma maior ingestão de ácidos graxos ômega 3 pode ajudar a reduzir a resistência à insulina, diminuindo o risco de diabetes tipo 2.

Dose: Coma 2 a 3 porções de peixe oleoso (como salmão ou atum) por semana, ou tome um suplemento de qualidade de ômega 3.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO