Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

5 situações em que o limão é perigoso para você de acordo com os médicos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Os benefícios do limão são muitos: rico em fitonutrientes com propriedades antibióticas, antioxidantes, anti-inflamatórias e antissépticas.

Rico em vitamina C, combate os radicais livres, ajuda na prevenção de doenças cardíacas e na prevenção e combate ao câncer.

 O alimento é bastante usado como remédio natural para desintoxicação e também em tratamentos estéticos.

Mas, cuidado!

Se consumido em excesso ou da forma errada, pode ser perigoso e causar mais transtornos. 

Aqui estão 5 situações em que o limão faz mais mal do que bem:

1. Pode danificar o esmalte dos dentes

O consumo excessivo e regular de limão pode afetar o esmalte dentário.

Um estudo mostrou que o suco de limão pode ser tão perigoso quanto os refrigerantes e pode causar erosão dentária.

Dentistas alertam também sobre os perigos da ingestão de água morna a cada manhã. 

Além da acidez do limão, a alta temperatura da água aumenta esse fenômeno de erosão.

A dica é: beba com um canudo e enxágue a boca com água pura logo após consumir limão.

2. Pode agravar certos distúrbios digestivos

Em caso de azia e úlceras, o limão é contraindicado.

Apesar de melhorar a digestão, também pode agravar os sintomas já existentes.

Em excesso, o limão pode ser responsável pelo refluxo ácido, náusea, vômito e dor digestiva. 

3. Pode irritar a bexiga

Embora seja verdade que o limão pode reduzir alguns sintomas de doenças da bexiga e dos rins, algumas vezes também ele pode piorá-los.

Em casos de infecção urinária, incontinência, pedras nos rins (com mais de 15mm), o limão não é recomendado porque irrita a bexiga, aumenta a micção e pode causar desidratação.

4. Pode causar queimaduras solares

A aplicação cutânea de limão não é recomendada antes da exposição ao sol porque este é fotossensibilizante.

Pode ser responsável por queimaduras graves e manchas marrons.

Além disso, a ingestão excessiva de limão está associada a um risco aumentado de desenvolver melanoma, uma forma de câncer de pele, como explica um artigo da Brown University.

5. Pode interferir com certos medicamentos

Os frutos cítricos, como limão, toranja e laranja, aumentam os efeitos colaterais de medicamentos anti-inflamatórios e aspirina, incluindo azia.

Além disso, um estudo sobre suco de limão e pressão arterial mostrou que o limão pode interferir com drogas que regulam a pressão arterial.

Lembre-se sempre de consultar um médico e de consumir, todos os alimentos, com equilíbrio e moderação. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO