Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

5 causas desconhecidas de doenças do coração

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Existem ameaças à saúde do coração que são desconhecidas pela maioria das pessoas.

A gente sabe que o tabagismo, a hipertensão arterial, a obesidade, o diabetes, o colesterol alto e a falta de exercício físico são os principais fatores de risco para doenças do coração.

Mas o que muita gente nem desconfia, e que deve ser levado em consideração, é que há muitas outras questões em nossas vidas capazes de desencadear problemas cardiovasculares. poluição do ar, solidão, falta de contato com a natureza, falta de sono e estresse são algumas delas.

Esses fatores podem afetar diretamente nossa saúde, especialmente porque contribuem para alguns dos principais fatores de risco de doenças cardíacas.

Poluição do ar

A poluição do ar, por exemplo, pode ser bem mais perigosa do que muitos pensam.

Diversos estudos demonstraram que o ar sujo é um perigo para a saúde, especialmente para os idosos ou pessoas com problemas cardiovasculares subjacentes.

Sabemos que as toxinas de um poluído, quando absorvidas nos pulmões, causam inflamação, que é imediatamente refletida no sistema cardiovascular.

Mas, ainda sim, um estudo recente na Dinamarca mostrou que os benefícios do exercício ao ar livre para prevenir ataques cardíacos superam os riscos de poluição do ar, enquanto um estudo americano publicado na revista Circulation, da American Heart Association, indicou que uma dieta saudável para o coração pode diminuir alguns dos danos causados ​​pela poluição do ar.

Falta de contato com a natureza

A natureza também é muito importante para a saúde do coração.

Ela proporciona uma conexão com a atividade física, bons hábitos alimentares e bem-estar mental.

Portanto, quem não tem contato com o verde pode estar mais susceptível a desenvolver problemas cardíacos e sociais.   

Estresse e solidão

O estresse e o isolamento social também podem afetar a saúde do coração.

Isso porque parece haver uma importante conexão mente-corpo.

Como consequência, as pessoas que sofrem os efeitos psicológicos do estresse e da solidão tendem a fumar e a beber mais, têm hábitos alimentares e de sono piores, são menos ativas fisicamente e menos propensas a tomar a medicação prescrita.

Falta de sono

Agora preste atenção nesta informação: de todos os fatores de risco periféricos para problemas cardiovasculares, o sono pode ser o mais significativo deles.

Falta de sono gera risco de pressão arterial alta, hábitos alimentares inadequados, problemas de peso e fibrilação atrial (um batimento cardíaco irregular potencialmente perigoso), especialmente se você tiver apneia do sono (respiração interrompida durante o sono).

Um estudo publicado no Journal of American College of Cardiology descobriu que dormir menos de seis horas por noite estava associado ao acúmulo de placa nas artérias, a causa subjacente das doenças cardiovasculares.

Depois de saber de tudo isso, certamente você nunca mais vai ignorar esses fatores de risco. 

Afinal, eles formam uma parte importante nas avaliações de saúde do coração para médicos e pacientes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO