PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

4 dicas para o seu gato não arranhar o sofá e outras mobílias da casa

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Os gatos são animais de estimação muito divertidos e carinhosos. Porém, eles não resistem a um sofá… Mas estas quatro dicas vão evitar esse problema.

Ter um gatinho em casa é sempre muito bom.

Por outro lado, eles adoram destruir sofás, tapetes e até mesas para afiar as unhas.

Afiar as unhas é um instinto natural dos gatos.

Mas é possível evitar que eles simplesmente acabem com o sofá da sua casa.

Dessa forma, neste artigo você vai aprender algumas dicas para o seu gato não arranhar as mobílias, sem deixar o bichano oprimido.

Além disso, sem interferir nos seus instintos naturais.

Dicas para o seu gato não arranhar as mobílias

Treine os gatos

Muito se fala que os gatos não obedecem ou aprendem.

Embora os cães sejam, realmente, mais obedientes, os gatinhos podem ser treinados, sim.

E por falar nisto, o problema do gato arranhar as mobiliar da casa é porque ele não aprende, desde pequeno, a afiar suas unhas em locais específicos.

Portanto, vale apostar nesse treinamento desde quando ele é um filhote.

Uma forma de treinar é providenciar arranhadores e, assim como é feito com os cães, repreender com a voz quando o acessório não for usado.

Com isso, muitos bichanos aprendem a afiar as suas garras apenas nos locais destinados a isso.

Dica: lembre-se de que ao repreender um animal, a sua voz deve ser firme.

Mas jamais agrida o bichinho fisicamente.

Compre arranhadores

Mas, se o gato já for um animal adulto, que já se acostumou a arranhar sofás, tapetes e tudo mais, uma das dicas para ele é não arranhar as mobílias é substituir o que ele usa para afiar a unha por arranhadores.

Além disso, arrumar um modo de criar obstáculos para o gatinho parar de arranhar o que está acostumado.

Aqui, não é fácil, mas uma opção e revestir mobílias com materiais difíceis de arranhar.

Por exemplo, o suede e o gorgurão.

Esses materiais não atraem os felinos, pois são difíceis de serem perfurados pelas garras.

Além disso, providencie arranhadores e coloque objetos deles e dos donos próximos a esses acessórios.

Os gatos também têm faro apurado.

A “erva-do-gato” é mais uma forma de atrair o bichano para o arranhador.

Salpique um pouco deste ingrediente.  

Escolha os locais para os arranhadores

Escolha locais estratégicos para o seu gatinho se adaptar ao arranhador.

Por exemplo, perto de sofás (caso ele já tenha o hábito de arranhá-los), pendurados na parede e onde ele gosta de descansar.

Além disso, tenha mais de um e não troque com freqüência, pois os gatos apreciam afiar as garras em objetos um tanto desgastados.

Tudo isso pode alterar a decoração da sua casa.

Porém, vale a pena para garantir o bem-estar do seu gatinho e preservar as mobílias.

Apare as unhas do seu gatinho

Com as unhas aparadas, o gato tende a necessitar menos de afiá-las.

Mas, cuidado, é preciso uma tesoura especifica, encontrada em pet shops.

Aparar as unhas do bichano é algo que também deve ser feito com cuidado e destreza.

Por exemplo, há um risco em cada uma das unhas dos gatos, bem nas pontinhas.

Esse é o limito do corte!

Caso você ultrapasse esta linha, pode ferir o animal.

As unhas podem ser aparadas quando você perceber que estão pontiagudas novamente – o que costuma ocorrer a cada 15 dias.

Aliás, as unhas traseiras, em geral, não necessitam ser cortadas.

E, se você tiver muita dificuldade de fazer isso com o seu gatinho, procure um serviço especializado, a fim de não estressar e até machucar o bichano.   

Mais Lidas