- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

3 remédios naturais e dicas para combater os cistos renais

Você já ouviu falar nos cistos renais? Essa condição médica é relativamente comum e pode ser combatida de forma natural.

Os rins estão entre os principais órgãos do corpo humano, sendo responsáveis, entre outras coisas, pela filtragem do sangue.

Inclusive, é o trabalho desse par de órgãos que elimina toxinas nocivas do sangue, evitando que doenças graves se instalem no organismo.

E por falar em doenças, os rins também podem sofrer com algumas enfermidades características do seu “uso”, como é o caso dos cistos renais.

Os cistos nos rins podem surgir a partir de alguns fatores especiais, mas felizmente também podem ser combatidos e evitados com remédios naturais e bons hábitos.

Neste artigo, explicamos o que são os cistos renais, como eles surgem, como combatê-los e até como evitá-los.

O que são os cistos renais e como eles aparecem

Os chamados cistos renais são pequenos sacos cheios de líquido que surgem em algum lugar de um ou dos dois rins.

Essas protuberâncias são na maioria das vezes benignas e podem ser do tipo simples, quando há apenas um cisto, ou podem ser do tipo policístico, quando há vários cistos.

Ainda não é possível dizer com certeza como os cistos nos rins aparecem, mas existem algumas doenças que são relacionadas a essas anomalias.

Conheça mais delas a seguir.

Doença renal policística (DRP)

A doença renal policística, condição também chamada de rins policísticos, é caracterizada pela aparição de vários cistos dentro de apenas um ou nos dois rins.



Essa doença tem origens hereditárias e os cistos que aparecem geralmente não são cancerígenos.

Porém, apesar de não serem malignos, os cistos podem crescer muito e provocar insuficiência renal, sobretudo em pacientes acima de 60 anos de idade.

Para tratar a DRP o médico pode receitar medicações para combater os sintomas e até mesmo um transplante de rins, em casos mais graves.

Doença cística medular (DCM)

Também conhecida como nefropatia cística, essa doença se caracteriza pela formação de um ou mais cistos na medula de um ou dos dois rins.

Assim como a DRP, a DCM também tem forte influência congênita, mas também pode ser adquirida.

Os cistos identificados na doença cística medular também não são cancerígenos e crescem menos que em outras condições.

Os tratamentos para essa condição também envolvem o combate aos sintomas e podem incluir a remoção cirúrgica dos rins.

Rim esponjoso medular (REM)

A anomalia renal conhecida como rim esponjoso medular, ou REM, é caracterizada por uma malformação em um ou nos dois rins.

Os órgãos ganham a forma de esponjas, criando também grandes nódulos na sua parte externa.

Aliado a isso, cistos benignos também costumam aparecer nos dutos de escoamento da urina e em outras partes dos rins.

Para tratar o problema, os mesmos métodos observados em outras doenças ligadas ao aparecimento de cistos renais são utilizados.

Sintomas mais comuns

Todas as doenças renais citadas e algumas outras, menos comuns, costumam apresentar sintomas semelhantes.

Vale destacar que cistos nos rins são geralmente assintomáticos, dando sinais apenas quando crescem exageradamente.

Confira os principais sintomas da presença dessas anomalias:

  • Cólicas renais frequentes (dor na região lombar das costas);
  • Febre constante;
  • Dor na região superior do abdômen;
  • Sangue na urina;
  • Pressão alta;
  • Vontade de urinar durante a noite;
  • Ardência ao urinar e/ou dor na base da barriga (devido a infecções causadas pelos cistos);
  • Fadiga;
  • Inchaços nos tornozelos;
  • Falta de ar;
  • Coceira na pele;
  • Vontade de urinar constante.

Remédios naturais para combater os cistos nos rins

Como citamos anteriormente, felizmente existem remédios naturais que podem ser usados para ajudar a combater cistos renais.

Confira a seguir as receitas de três deles e uma citação bônus!

Chá de urtiga

Ingredientes

  • 1 colher (sopa) de folhas de urtiga
  • 1 xícara (chá) de água fervente

Modo de preparo e consumo

Coloque as folhas de urtiga dentro da água fervente e tampe.

Deixe a infusão acontecer por até 5 minutos.

Passado esse período, destampe o recipiente, coe o chá e beba.

O chá de urtiga deve ser consumido uma vez por dia, em até três dias por semana.

Chá de quebra-pedra

Ingredientes

  • 1 colher (sopa) de folhas de quebra-pedra
  • 1 xícara (chá) de água fervente

Modo de preparo e consumo

Coloque as folhas de quebra-pedra dentro da água fervente e tampe.

Deixe a infusão acontecer por até 5 minutos e, passado esse período, destampe o recipiente, coe o chá e beba.

O chá de quebra-pedra é muito utilizado para dissolver cálculos renais e é altamente eficaz contra os cálculos e também contra os cistos nos rins.

A infusão deve ser consumida duas vezes ao dia, por até 15 dias seguidos.

Chá de cavalinha com dente-de-leão

Ingredientes

  • 1 colher (chá) de folhas ou talos de cavalinha
  • 1 colher (chá) de pétalas de dente-de-leão
  • Uma xícara (chá) de água fervente

Modo de preparo e consumo

Coloque a cavalinha e o dente-de-leão dentro do recipiente com a água quente e tampe.

Deixe que a infusão aconteça por até 5 minutos.

Passado esse período, destampe o recipiente, coe o chá e beba imediatamente.

Essa infusão pode ser consumida duas vezes ao dia, por até 15 dias seguidos.

Suco de cranberry

Um outro “santo remédio” para cistos renais é o suco natural de cranberry.

Essa pequena fruta, semelhante à cereja e à acerola, possui diversas propriedades medicinais que podem, inclusive, melhorar a saúde dos rins em geral.

Hábitos que estimulam a presença de cistos nos rins

Possivelmente as doenças associadas aos cistos renais possuem ligação com maus hábitos.

Confira alguns desses hábitos e entenda porque eles precisam ser evitados!

Consumir alimentos ricos em sódio

O sódio é um mineral que quando está em excesso no corpo pode causar a retenção de líquidos e a intoxicação do sangue, afetando diretamente os rins.

Quando os rins trabalham forçadamente o aparecimento de cistos pode ser inevitável.

Portanto, reduza o consumo de alimentos ricos em sódio e do sal de cozinha convencional, que é praticamente sódio puro.

Ter uma dieta pobre em fibras e rica em gorduras

Consumir alimentos muito gordurosos pode provocar vários tipos de inflamações no organismo, o que pode afetar os rins de várias formas.

Por outro lado, as fibras alimentares melhoram a digestão e até a pressão arterial, o que faz o trabalho dos rins fluir melhor e reduz as chances de aparecimento de cistos.

Consumir altas quantidades de proteínas

As proteínas são extremamente importantes para o organismo, mas se consumidas em excesso podem sobrecarregar os rins.

Portanto, evite consumir alimentos como carne, ovos, frango, leite e queijo em excesso, pois eles são muito ricos em proteínas.

Para tanto, o ideal é consultar um nutricionista para adotar uma dieta balanceada.

Não visitar um médico regularmente

Fazer visitas a um médico regularmente e check-ups anuais é uma ótima maneira de evitar a proliferação ou consolidação de cistos renais.

Assim, faça visitas regulares a um médico clínico geral para saber como estão os seus rins, principalmente se notar algum sintoma sugestivo.

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
583,795SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,927SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -