Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

3 exercícios que, apesar de muito simples, têm grande efeito no corpo

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Exercitar-se é muito importante.

Dificilmente o corpo será sadio sem a prática de exercícios.
 
Você não gosta?
 
Talvez o problema seja a falta de tempo ou mesmo a falta de hábito.
 
Vamos ensinar agora três exercícios muito práticos, mas que fazem muito pelo nosso corpo.
 
Eles podem ser feitos em casa e durante a execução de atividades da sua vida cotidiana.
 
Veja:
 
1. Ao acordar, deitado de barriga para cima, pedalar 120 vezes no ar.
 
Este exercício melhora o posicionamento da coluna e da postura, diminuindo ou retardando o encurvamento das costas e aliviando as dores na coluna.
 
2. Antes do banho, exercitar a panturrilha (levantar o corpo na ponta dos pés), primeiro rápido até esquentar as panturrilhas e depois uma sequência de dez movimentos lentos.
 
Este exercício bombeia o sangue para o coração, melhora os batimentos cardíacos e evita obstrução das veias.
 
 
Em seis meses deste exercício com disciplina, se a pessoa estiver com excesso de peso, ele proporcionará um emagrecimento natural e saudável
 
Além disso, ele diminui o risco de doenças cardíacas.
 
3. Ao chegar em casa, coloque os pés em uma bacia com água bem quente.
 
Isso é chamado de escalda-pés, que, além de relaxar, desencadeia a dilatação dos vasos sanguíneos dos pés, melhora o cabelo e a visão.
 
Essa prática foi pesquisada com pessoas diabéticas e o resultado evidenciou a melhora na circulação sanguínea, a diminuição dos casos de gangrena, bem como a melhora do quadro geral de saúde e da visão.
 
E aí, não são simples?
 
Faça-os e você verá como sua qualidade de vida vai melhorar.
 
Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.