- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

16 sinais de que seu corpo está cheio de toxinas e precisa de uma desintoxicação imediatamente

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O maior “dreno” que temos no corpo é o sistema linfático.

Infelizmente, ele pode ficar entupido por muitos anos sem que percebamos.

Isso acontece porque o “dreno” acaba se adaptando ao acúmulo de toxinas.

Mas não vá pensando que o problema passa despercebido pelo resto do nosso organismo.

Na verdade, o estresse, a fraqueza e a imunidade baixa podem ser o resultado da intoxicação linfática.

Entenda: o sistema linfático sustenta todos os outros sistemas do corpo, como o imunológico, o digestivo e o nervoso.

Por isso, quando há alteração na linfa, estamos vulneráveis a problemas desde celulite até câncer.

Pensando nisso, a pergunta de ouro é: como evitar o acúmulo de toxinas?

A principal causa desse mal ocorre a partir da desidratação.

Ou seja, o segredo está na água.

A melhor técnica para diagnosticar como está o sistema linfático é beber água na temperatura ambiente ou morna (se a temperatura ambiente estiver muito fria) a cada 10 ou 15 minutos ao longo do dia.

Faça isso com disciplina durante um dia inteiro.

Se, no final da noite você sentir a boca seca e estiver com sede, é uma boa indicação de que você está desidratado e sua linfa está congestionada.

Neste caso, beba água a cada 10 ou 15 minutos durante duas semanas.

Para maior praticidade, mantenha uma garrafa térmica por perto – isso evita que você esqueça o tratamento.

Terminada essa etapa, beba dois litros de água por dia por mais duas semanas.

Praticar exercícios também ajuda a drenar o seu sistema linfático.

Se desconfia que há problemas com sua linfa, confira os sintomas mais comuns:

  • Os anéis passam a ficar apertados nos dedos
  • Dor e / ou rigidez pela manhã
  • Cansaço
  • Inchaço por retenção de líquido
  • Comichão na pele
  • Ganho de peso e gordura extra na barriga
  • Glândulas inchadas
  • Baixa imunidade
  • Pensamento lento
  • Inchaço da mama
  • Pele seca
  • Erupção cutânea leve ou acne
  • Hipersensibilidade
  • Dores leves na cabeça
  • Alergias diversas
  • Prisão de ventre ou diarreia com ou sem muco nas fezes

Uma dica: todos os alimentos com coloração vermelha tendem a ser ótimos para o sistema linfático.

Alguns exemplos: cereja, romã, beterraba e cranberry, amora, morango e framboesa.

Todos eles são agentes naturais para desintoxicar o sistema linfático.

No entanto, a beterraba, em particular, tem uma capacidade que os outros alimentos não têm: a de cuidar da bile.

A bile é responsável por cerca de 80% da resposta imune no intestino, além de  regular as fezes, digerir gordura boa e se livra de gordura ruim.

Portanto, acrescentar beterraba na dieta é uma grande vantagem.

A erva medicinal equinácea também é ótima para desintoxicar esse sistema.

Resumindo: coma alimentos naturais e vermelhos, beba muita água morna e faça exercícios regularmente.

Você verá como isso garante uma vida mais saudável e cheia de vigor.