- PUBLICIDADE -

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

13 remédios naturais para melhorar a flora intestinal

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Mantenha a flora do seu intestino em ordem com estes 13 remédios naturais e tenha muito mais saúde e disposição.

Manter a flora intestinal, ou  microbiota intestinal, saudável é vital para a saúde geral do organismo.

A microbiota intestinal tem função antibacteriana, imunomodeladora e protetora da mucosa.

Constituída por cerca de 100 milhões de microrganismos, a microbiota intestinal está na linha de frente da defesa de todo o nosso corpo. 

 Para melhorar a sua flora intestinal, selecionamos estes 13 remédios naturais.

Exercício físico

 Sabemos que há relação direta entre o exercício físico e a saúde dos órgãos do corpo.

Com o intestino, não é diferente.

 Atividades regulares promovem a biodiversidade da flora intestinal, aumentando a quantidade de bactérias intestinais benéficas. 

 Fibras

Frutas e vegetais são cheios de minerais e nutrientes que estimula a proliferação de bactérias saudáveis ​​no intestino. 

As fibras, em particular, são a principal fonte de alimento para as bactérias saudáveis. 

Os vegetais com folhas verdes contêm uma grande quantidade de fibras que inibem o crescimento de bactérias indesejáveis.

As maçãs, alcachofras e mirtilos, em particular, são ricos em fibras e contêm altos níveis de pectina, que ajuda no crescimento de Bifidobacterium e Lactobacillus.

Esses são dois tipos de bactérias que fortalecem a imunidade e facilitam a perda de peso. 

Dormir

A privação do sono por duas noites seguidas muda significativamente a composição das bactérias intestinais, reduzindo os micróbios em até 50%. 

A falta de sono tem sido associada inclusive à obesidade.

Mas o contrário também acontece. 

Ao mesmo tempo que os padrões de sono afetam nossa flora intestinal, nossa flora intestinal também pode afetar nosso padrão de sono.

Uma pesquisa mostrou que certos micróbios ativam uma proteína (chamada TLR2) no intestino. 

Esta proteína ajuda a regular a serotonina, um neurotransmissor responsável pelo humor, sono e apetite e muitos outros distúrbios psicológicos.

 Alimentos fermentados

Alimentos fermentados são alimentos que foram alterados por micróbios chamados de probióticos, pois fornecem ao intestino um fluxo de bactérias saudáveis, como os lactobacilos. 

Alimentos fermentados incluem iogurte, chucrute, kombuchá e kefir. 

Pessoas que comem muitos desses alimentos têm um nível mais alto de lactobacilos benéficos ​​e menos bactérias causadoras de inflamação.

Elimine açúcar e alimentos processados ​da sua dieta

O açúcar e os alimentos processados ​​são prejudiciais para todos os órgãos do corpo, incluindo a flora intestinal. 

Eles não proporcionam benefício nenhum para a flora intestinal, ao contrário: alimentos processados causam alterações nas bactérias intestinais que levam à obesidade e doenças intestinais.

Não tenha medo de sujeira

Vimos que nem todas as bactérias são ruins e isso inclui aquelas encontradas no solo.

É por isso que excesso de limpeza e esterilização nem sempre é benéfico. 

Um estudo publicado na revista Pediatrics mostrou que as crianças cujos pais apenas limparam a chupeta em vez de fervê-la tinham menos probabilidade de ter eczema (dermatose). 

Além disso, crianças que têm cães em casa têm menos alergias porque os cães, e todas as bactérias deles, melhoram a diversidade da microbiota intestinal das crianças.

A verdade é que ambientes estéreis não promovem a biodiversidade de bactérias intestinais.

Reduza o estresse

Quando você fica estressado, seu corpo libera adrenalina e esteroides naturais que lhe dão muita energia.

Mas cuidado.

Episódios prolongados de estresse podem prejudicar as bactérias intestinais e aumentar o risco de infecções. 

Tente relaxar.

Aproveite para ver quais são as 6 especiarias que ajudam a reduzir a ansiedade e o estresse.

Coma mais alimentos ricos em polifenóis

Os polifenóis são excelentes para o organismo: reduzem o estresse oxidativo e a inflamação.

Uvas, vinho tinto e cebolas são uma grande fonte de polifenóis.

Amamente seu filho 

O leite materno garante que o bebê tenha a melhor flora intestinal possível e ainda mantém o peso dele saudável na vida adulta.

Os primeiros anos de vida de uma pessoa são essenciais para a formação saudável de bactérias intestinais.

Pode-se dizer que as condições associadas a bactérias intestinais saudáveis ​​na vida adulta podem na verdade ser o resultado da exposição de um bebê (ou falta dela) a bactérias intestinais no nascimento.

É por isso que a amamentação é tão importante. 

Parto vaginal

O parto vaginal traz benefícios a longo prazo para o bebê e é muito importante para o estabelecimento de bactérias intestinais dele.

É que as secreções da vagina estão cheias de bactérias que fornecem ao bebê uma coleção inicial de micróbios. 

É por isso que os bebês nascidos de parto normal mostraram ter uma flora intestinal muito mais equilibrada.

Evite tomar antibióticos

Como sabemos, os antibióticos não são seletivos: eles matam todas as bactérias com as quais entram em contato, incluindo as bactérias boas.

Os antibióticos podem deixar a flora intestinal estéril e muitas bactérias podem levar meses para recolonizar.

Em alguns casos, a composição da flora é permanentemente alterada.

Evite o consumo exagerado de carne vermelha e outros produtos de origem animal

O consumo de grandes quantidades de produtos de origem animal promove o crescimento de bactérias que causam doenças cardíacas.

Segundo pesquisas, comer grandes quantidades de gorduras animais força o corpo humano a produzir uma quantidade maior de bile, favorecendo o acúmulo de colesterol. 

 Evite adoçantes artificiais

Há evidências crescentes de que adoçantes artificiais têm um efeito prejudicial sobre as bactérias intestinais. 

Veja também 10 sinais que seu intestino dá quando ele está doente.

 

Mais Lidas