Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

12 alongamentos para você prevenir e curar a dor ciática, no quadril e nas costas!

A modernidade parece ser favorável ao estilo de vida sedentário.

Pense bem como é fácil nos mantermos parados ao longo do dia: carro, elevador, escada rolante, vida profissional intensa, jogos eletrônicos e redes sociais.

Parece que ninguém mais opta pela velha bicicleta ou até mesmo andar a pé.

Entre subir escadas e pegar um elevador ou escada rolante, as pessoas não pensam duas vezes e escolhem o que é mais cômodo.

E depois de um dia estressante de trabalho?

O que fazer?

Academia?

Para a maioria, descansar no sofá de casa com alguma distração virtual parece mais interessante.

O nosso corpo não foi feito para isso!

Na verdade, ele foi desenvolvido para se movimentar mesmo, e muito!

Quando não respeitamos isso, sentimos as consequências: dor muscular, rigidez no pescoço e tensão nos ombros.

Quantos não ficam horas curvados diante do computador?

É, precisamos fazer alguma coisa urgente.

O primeiro passo é começar uma rotina de alongamento.

Isso vai permitir que o sangue flua, além de energizar o corpo, combater a rigidez e aliviar as articulações.

E tem mais!

Vai prevenir lesões, já que muitas ocorrem porque o corpo não está fortalecido para os exercícios.

Três dicas a esse respeito:

1. Alongue após o treino, isso permite que os músculos cresçam

2. Faça intervalos de 20 a 30 segundos para que o músculo descanse

3. Alongue as áreas tensionadas com frequência, elas precisam muito disso.

O que você não deve fazer é:

– Alongar com movimentos bruscos.

– Alongar músculos machucados, isso pode piorar

Os seguintes exercícios de alongamento podem ser feitos diariamente.

A execução é simples: basta manter a posição de cada um por 30 ou 60 segundos.

Exercício 1

Sente-se com a coluna reta, deixe o pescoço alinhado e coloque o queixo levemente para trás.

Em seguida, vire a cabeça para a esquerda, depois para a direita.

A ideia é segurar pelo tempo que já foi dito, de 30 a 60 segundos, para cada lado da rotação.

Exercício 2

É bem parecido com a técnica acima.

Incline a cabeça para a esquerda e, com o braço esquerdo, segure a orelha direita.

Não puxe, mas deixe o peso do braço ajudar a esticar o pescoço.

Faça isso com os dois lados.

Exercício 3

Cruze os braços sobre o peito e olhe por cima do ombro, girando no seu corpo para o lado esquerdo, depois repita para o lado direito.

Exercício 4

Para fazer isso, você precisa de uma cadeira para curvar um pouco o corpo para trás.

A ideia é só esticar um pouco a espinha dorsal, como mostra a imagem abaixo.

Exercício 5

Incline-se para o lado esquerdo com a mão do lado direito acompanhando acima de sua cabeça.

Segure e repita o mesmo procedimento com o lado oposto.

Exercício 6

Este exercício é muito parecido com o de número 4.

A diferença é que você vai se inclinar para a frente, deixando o pescoço em linha reta.

Você pode dobrar uma perna sobre a outra, como mostra a foto, e tentar tocar no chão.

Exercício 7

A ideia é colocar o braço direito por cima e o esquerdo por baixo, ambos atrás das costas para que se toquem, como mostra a imagem abaixo.

Não force, basta encostar uma mão na outra.

Depois troque de lado.

Exercício 8

Levante-se e mantenha a postura reta.

Segure o topo do pé, dobre o joelho esquerdo e levante o braço direito.

Segura nesta posição por 30 a 60 segundos.

Depois é só trocar o lado.

Exercício 9

Você deve sentir a parte de trás dos músculos da perna se esticando, especialmente na região da panturrilha.

A ideia é encostar as duas mãos na parede e os dois pés firmes no chão, um na frente e o outro mais atrás.

O joelho da frente deve se flexionar para a parede, a fim forçar a perna de trás.

Depois troque de perna.

Exercício 10

Deite-se no chão e deixe o corpo reto.

Feito isso, aproxime o joelho do seu peito e mantenha a posição por alguns segundos.

Depois mude a perna.

Exercício 11

Deite-se no chão e, com a ajuda de uma toalha, suspenda um dos pés o mais alto que puder.

O ideal é formar um um ângulo de 90 graus.

Segure e repita com o outro lado.

Exercício 12

Esta técnica deve começar da mesma forma que a anterior.

Mas você não vai precisar de uma toalha.

Basta dobrar sua perna esquerda, apoiando na perna direita.

Segure e, em seguida, mude o lado.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO