Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

12 alimentos que você pode cultivar em garrafas de plástico!

Muita gente mora em apartamentos e casas pequenas, por isso nem sempre é possível desfrutar de uma belíssimo jardim.

No entanto, não é por causa disso que devem ficar desprovidas do privilégio de ter uma pequena horta em casa.

Isso mesmo!

É possível plantar, em garrafas plásticas, um jardim suspenso belíssimo e com plantas medicinais.

Tudo o que você precisa são de:

 – Garrafas de plástico

– Parafusos ou pregos para fazer buracos

– Corda

– Tesoura, régua e lápis

PROCEDIMENTO

1. Pegue as garrafas PETs e marque os pontos que devem ser cortados, um retângulo grande numa lateral da garrafa, onde a planta será colocada, e  quatro furos para amarrar as cordas: dois na base e dois da extremidade de cima.

Não deixe de medir a distância de cada corte, para ficar padronizada.

Veja a imagem abaixo:

2. Corte as garrafas com a ajuda da tesoura e faça os furos com os parafusos (ou pregos).

3. Passe a corda pelos buracos da garrafa e faça um nós na ponta dela – isso vai permitir que a corda não solte.

4. Coloque adubo e plante a erva que deseja.

5.  Amarre a corda num local suspenso ou prenda a ponta superior na parede com pregos.

Observação: uma garrafa pode ser amarrada na outra, isso permite mais espaço.

Nem toda planta cresce nesse tipo de jardim, então confira a lista que trouxemos de plantas que crescem em garrafas pet para facilitar seu trabalho:

– Alface

– Feijão

– Verduras folhosas verdes

– Ervilha

– Tomate

– Rabanete

– Cenoura

– Beterraba

– Alho

– Cebolinha

– Acelga

– Pimenta

Há outras possibilidades também, como plantas de raízes curtas.

As cordas que ligam uma garrafa a outra podem ajudar as plantas trepadeiras.

Fica ainda mais bonito!

Sempre regue as plantas com um frasco de spray e nunca deixe de manter o solo úmido.

Boa plantação!

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM