Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

11 formas de estimular o “vago”, o nervo mais importante do sistema nervoso

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O “vago” é o mais importante nervo do sistema nervoso e afeta vários órgãos, como intestino, estômago, coração, fígado e pâncreas.

O que é o nervo vago?

Você já ouviu falar dele?

A palavra vago significa “andarilho”, porque vagueia por todo o corpo a vários órgãos importantes.

Não por acaso, o “vago” é o mais importante nervo do sistema nervoso.

Ele afeta o cérebro, intestino, estômago, coração, fígado, pâncreas, vesícula biliar, rim, ureter, baço, pulmão, órgãos reprodutores (femininos), pescoço (faringe, laringe e esôfago), orelhas e língua.

Muita coisa, não é?

E não é só.

Quando o nervo vago não funciona adequadamente, você pode ter distúrbios digestivos, incluindo dispepsia, gastroparesia, refluxo, colite ulcerosa, anorexia e bulimia.

No cérebro, o nervo vago ajuda o humor e controla a ansiedade e a depressão.

Já no fígado e no pâncreas, ajuda a controlar o equilíbrio da glicose no sangue.

Na vesícula biliar, libera bile, eliminando toxinas.

No coração, controla a frequência cardíaca e a pressão sanguínea. 

Além disso, o nervo vago promove a função renal geral e aumenta o fluxo sanguíneo, o que melhora a filtragem do sangue. 

No baço, pode reduzir a inflamação e ainda controla a fertilidade e orgasmos em mulheres. 

Na língua, controla o paladar e a saliva, enquanto nos olhos, ajuda a liberar lágrimas.

Como estimular o nervo vago

Provoque sensações de frio

Qualquer tipo de exposição aguda ao frio, aumentará a ativação do nervo vago. V

ocê pode mergulhar o rosto em água fria, tomar banho frio e beber água gelada. 

Cante e faça ioga

O canto ativa o sistema nervoso simpático e o nervo vago.

Já a ioga pode aumentar a atividade do nervo vago e do sistema parassimpático em geral.

Medite e mantenha relações sociais positivas

Os praticantes de meditação mostraram um aumento geral de emoções positivas, como alegria, interesse, diversão, serenidade e esperança após a prática. 

Isso ajuda a ativar o nervo vago.

Mantenha a respiração profunda e lenta

A respiração profunda e lenta aumenta a atividade do nervo vago, relaxa e diminui a pressão arterial. 

Respire pela barriga e faça de cinco a seis respirações por minuto.

Ria

Como diz o ditado, o riso é o melhor remédio. 

Pois parece mesmo que o riso é capaz de estimular o nervo vago, proteger contra doenças cardíacas e melhorar o sistema vascular.

Ore

Orar aumenta a ativação do vago e melhora os ritmos cardiovasculares, como pressão arterial diastólica e VFC.

Tome probióticos, jejue e faça atividades físicas leves

O sistema nervoso intestinal se conecta ao cérebro através do nervo vago: consuma probióticos e faça exercícios leves. 

Eles estimulam o fluxo intestinal.

 Faça massagem

Massagear certas áreas como o seio carotídeo (localizado no pescoço; imagem abaixo) pode estimular o nervo vago. 

Isso ajuda a reduzir convulsões.

Durma do seu lado direito, faça tai chi e acupuntura

Estudos descobriram que deitar do lado direito aumenta a variabilidade da frequência cardíaca e a ativação vagal. 

O tai chi aumenta a variabilidade da frequência cardíaca e aumenta ativação do vago.

E os pontos de acupuntura  estimulam o nervo vago, especialmente os pontos nos ouvidos.

Gargareje

O gargarejo (pode ser com água) contrai os músculos na parte de trás da garganta, o que ativa o nervo vago.

Coma fibras

O GLP-1 é um hormônio que estimula os impulsos vagos para o cérebro, diminuindo os movimentos intestinais e fazendo você se sentir mais satisfeito. 

A fibra é uma boa maneira de aumentar o GLP-1.

Exponha-se ao sol

A exposição ao sol naturalmente aumenta o alfa-MSH, que pode evitar danos causados ​​por um acidente vascular cerebral.