Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

11 doenças que o ronco pode causar

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O hábito de roncar pode ter relação com estas 11 doenças.

Você ronca?

O ronco é chato e constrangedor, não é?

Mas tenha a certeza de uma coisa: ele é muito mais sério do que isso.   

Se o seu ronco é causado por apneia do sono severa, você tem uma chance 40% maior de morrer mais cedo do que outras pessoas. 

Isso acontece porque esse distúrbio do sono pode estar relacionado a doenças cardíacas e à depressão, alerta Karl Doghramji, especialista em medicina do sono, diretor médico do Centro de Sono da Universidade Thomas Jefferson e hospitais da Filadélfia.

Então, fique atento.

Se você sabe que tem apneia do sono ou se você ronca, é importante conhecer 11 problemas de saúde relacionados a essa condição e conversar com seu médico de confiança.

Acidente vascular encefálico

Quanto mais alto e prolongado você roncar a cada noite, maior o risco a longo prazo de você sofrer um derrame. 

Doença cardiovascular

A apneia do sono está relacionada a problemas cardiovasculares, como pressão alta e doenças das artérias coronárias, levando a possíveis ataques cardíacos.

Dados sugerem que pessoas com apneia do sono têm duas vezes mais chances de sofrerem de problemas cardíacos não fatais e ataques cardíacos fatais. 

Ritmo cardíaco irregular

O risco de desenvolver ritmo cardíaco irregular ou arritmia aumenta em pessoas que sofrem de apneia do sono ou roncam. 

Os pesquisadores descobriram que as pessoas com apneia do sono têm maior probabilidade de ter episódios de fibrilação atrial, o tipo mais comum de arritmia.

Doença do refluxo gastroesofágico 

A doença do refluxo gastroesofágico é muito comum em pessoas com apneia do sono, afirma Karl Doghramji. 

Isso pode acontecer por causa da maneira desordenada pela qual a garganta fecha enquanto o ar entra e sai durante o sono, causando mudanças de pressão que podem sugar o conteúdo do estômago de volta ao esôfago. 

Sonolência diurna

Passar o dia sonolento pode ser uma dos riscos mais graves da privação do sono causada pelo ronco ou apneia do sono. 

Transtornos mentais

A apneia do sono provoca sonolência, o que pode afetar seu bem-estar mental, levando a problemas como irritabilidade e depressão grave, diz o doutor Doghramji. 

Um estudo recente feito com 74 roncadores mostrou que, quanto mais pessoas relatam sonolência diurna, maiores são suas chances de apresentar sintomas leves de depressão ou ansiedade. 

Enxaqueca

Você costuma acordar com dor de cabeça?

Pesquisadores descobriram uma conexão entre dores de cabeça frequentes e distúrbios do sono, incluindo insônia e apneia. 

Noctúria

Sair da cama para ir ao banheiro duas ou mais vezes por noite é uma condição chamada noctúria. 

Pesquisas sugerem que homens acima de 55 anos que acordam frequentemente para urinar podem ter aumento benigno da próstata e apneia obstrutiva do sono.

Outro estudo mostrou uma forte ligação entre as duas condições.

Diminuição do desejo sexual 

Um estudo descobriu que quanto mais e mais alto os homens roncam, maior a chance de relatar níveis mais baixos de satisfação sexual.

Complicações fetais

É comum a mulher roncar no último trimestre da gravidez por causa do aumento de peso. 

O problema é que o ronco é acompanhado por um risco aumentado de complicações fetais. 

Excesso de peso

Metade das pessoas com sobrepeso também tem apneia do sono. 

Isso acontece por causa do peso extra que se acumula no pescoço, dificultando a respiração à noite. 

Mas a boa notícia é que a perda de peso melhora os sintomas relacionados aos distúrbios do sono. 

Se você quer se prevenir contra esses problemas, veja aqui como usar uma bola de tênis para melhorar a respiração no sono e parar de roncar

DEIXE SEU COMENTÁRIO