- PUBLICIDADE -

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

11 benefícios do óleo de cúrcuma e como prepará-lo em casa

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O óleo de cúrcuma é cheio de propriedades medicinais, auxiliando na prevenção e tratamento de diversas doenças.

A cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, é uma planta muito conhecida por suas propriedades medicinais e uso culinário.

Ela apresenta uma série de propriedades farmacológicas importantes. 

Entre elas, destacam-se as ações:

  • antioxidante
  • anti-inflamatória
  • antibacteriana
  • antidiarreica
  • antiescorbútica
  • antiespasmódica
  • antifúngica
  • antiparasitária
  • antitumoral
  • antiviral
  • diurética
  • hepatoprotetora
  • neuroprotetora
  • sedativa

Mas, além de poder ser consumida na forma de raiz ou em pó, a cúrcuma também pode ser usada como óleo essencial.

Confira os benefícios que o óleo de cúrcuma proporciona para a saúde e também como prepará-lo em sua casa.

Benefícios do óleo de cúrcuma

É importante ressaltar que apesar desses benefícios, embora alguns sejam comprovados cientificamente, não significa que o óleo de cúrcuma vai curar você de tudo e seja uma panaceia.

Ele apenas auxilia no tratamento das condições mencionadas neste artigo.

Porém, antes de qualquer tratamento não hesite em consultar um médico para avaliar seu problema.

Todavia, o óleo de cúrcuma possui diversas vantagens para a saúde, como:

Ajuda na digestão

O óleo de cúrcuma possui 6-gingerol e zingiberene , dois compostos que auxiliam no tratamento de problemas digestivos.

O óleo ajuda também a aliviar a prisão de ventre, melhorar a saúde digestiva e prevenir a formação de gases no trato gastrointestinal

Melhora a saúde do fígado

Devido à atividade anti-inflamatória da cúrcuma, essa especiaria torna-se hepatoprotetora (protetora do fígado).

Um estudo da Islamic Azad University, do Irã, concluiu que a cúrcuma ajuda a proteger o fígado de toxinas.

Portanto, o óleo de cúrcuma atua na limpeza preventiva do fígado. 

Além disso, estudo do Amala Cancer Research Center (Centro de Pesquisa de Câncer Amala), na Índia, avaliou as atividades anti-inflamatórias e antinociceptivas significativas.

O estudo mostrou que, após a administração de óleo de cúrcuma em algumas pessoas, houve aumento das enzimas antioxidantes no sangue e no soro dos indivíduos.

O óleo de cúrcuma também foi eficiente nas enzimas antioxidantes no tecido hepático de camundongos.

Os pesquisadores concluíram que a cúrcuma ajuda no tratamento e prevenção de doenças hepáticas.

Ajuda no tratamento de artrite

A cúrcuma possui componentes ativos que bloqueiam citocinas e enzimas inflamatórias.

Diante desse fator, torna-se um dos melhores óleos essenciais para o tratamento de artrite.

Conforme estudo da Universidade do Arizona, EUA, a cúrcuma tem capacidade de ajudar a reduzir a dor, a inflamação e a rigidez relacionadas à artrite reumatoide  e osteoartrite

Melhora o resfriado comum

O óleo de cúrcuma possui ação anti-inflamatória e antimicrobiana, auxiliando no tratamento da congestão nasal.

Para isso, basta  diluir algumas gotas do óleo em uma tigela com água e inalar o vapor.

Além disso, a inalação desse óleo ajuda a combater os germes.

Alivia a ansiedade e a depressão 

O óleo essencial possui efeito relaxante, auxiliando no combate à ansiedade e depressão.

Conforme estudo da Murdoch University, da Austrália, a suplementação com curcumina em pacientes depressivos reduziu os sintomas da ansiedade.

Previne doenças neurológicas

Um estudo a Universidade de Kyoto, no Japão, mostrou que a cúrcuma ajuda a inibir a ativação da microglia.

A microglia é um tipo de célula que está localizada no cérebro e medula espinhal e, quando é ativada, pode ser um sinal de doença cerebral.

Porém, o óleo de cúrcuma possui um composto capaz de interromper essa ativação prejudicial das células.

Outro estudo, este do Centro de Pesquisa Juelich, na Alemanha, e em animais, concluiu que a cúrcuma ajuda a aumentar as células neurais.

Os pesquisadores acreditam que o óleo essencial de cúrcuma é uma maneira natural e promissora o tratamento de doenças neurológicas.

Dentre elas, destacam-se a doença de Parkinson, doença de Alzheimer, lesão medular e derrame. 

Alivia a epilepsia

O óleo de cúrcuma possui propriedades anticonvulsivantes.

De acordo com estudo da Universidade de Leuven, na Bélgica, a cúrcuma controlou a convulsão em peixe-zebra e camundongos.

Melhora a saúde da pele

O óleo de cúrcuma  ajuda a clarear a pele, diminui as rugas e a aparência da hiperpigmentação facial.

Além disso, segundo estudo do Instituto Central de Pesquisa Tecnológica de Alimentos, da Índia, o óleo de cúrcuma possui propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias.

Essas propriedades auxiliam no tratamento da acne.

Ajuda a combater o câncer de mama

Uma pesquisa realizada na Pusan ​​National University, Coreia do Sul, avaliou o óleo essencial de cúrcuma no tratamento de câncer de mama

De acordo com os resultados do estudo, o óleo foi eficiente no tratamento.

Ele ajudou a diminuir a invasão induzida, migração e formação de colônias de TPA (um potente promotor do tumor mamário) nas células de câncer de mama humano.

Auxilia no combate ao câncer de cólon

Segundo estudo da Universidade de Kyoto, no Japão, os pesquisadores chegaram a conclusão que a cúrcuma é “uma nova candidata à prevenção do câncer de cólon“. 

Isso porque o óleo essencial de açafrão e a curcumina  eliminou a carcinogênese do cólon de camundongo associada à inflamação.

De acordo com o estudo, a urcumina, combinada com turmerona e administrada em doses baixas via oral cessou a formação do tumor.

Ajuda a reduzir células de leucemia

Estudo realizado na Universidade Mie, no Japão, analisou os efeitos da cúrcuma para o tratamento de leucemia.

A pesquisa mostrou que o açafrão causou a morte celular da leucemia humana. 

Porém, o tratamento não teve o mesmo efeito nas células cancerosas do estômago humano. 

Como fazer óleo de cúrcuma

Ingredientes:

Modo de preparo:

Primeiro faça uma pasta de cúrcuma com água e reserve.

Coloque o óleo de coco em uma panela e aqueça em fogo baixo.

Em seguida, adicione duas colheres (sopa) de cúrcuma em pó e aqueça por um minuto, mexendo continuamente.

Desligue o fogo, deixe esfriar e transfira para uma garrafa de vidro esterilizada.

Armazene em local seco, arejado e escuro.

Modo de usar:

Para o alívio do estresse, faça a inalação de duas a três gotas do óleo.

Para o uso interno, dilua uma gota deste óleo em um pouco de água e tome ou misture com uma colher (sopa) de mel.

Além disso, você pode adicionar entre duas e três gotas desse óleo em seu suco.

Já para o uso externo, no alívio de dores e inflamações, faça a seguinte solução:

Dilua cinco gostas de óleo de cúrcuma em um pouco de óleo de jojoba ou coco e passe nas áreas afetadas.

Importante

Antes de aplicar o óleo na pele faça um teste em uma pequena região, como no cotovelo.

Caso haja alguma reação, suspenda o uso imediatamente.

Além disso, caso esteja grávida, amamentando, sofra com sangramentos ou toma algum medicamento, consulte seu médico antes de usar o óleo de cúrcuma.

E caso tenha alguma cirurgia programada, suspenda o uso no mínimo duas semanas antes da operação.

Mais Lidas