PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

10 hábitos e remédios naturais para acabar com o mau hálito

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Conheça agora dez dos principais hábitos e remédios naturais que podem acabar de vez com a desagradável presença do mau hálito.

A halitose, mais conhecida como mau hálito, ou, ainda popularmente chamada de “bafo”, é uma condição incômoda que é caracterizada pelo mau odor que sai da boca.

Estima-se que cerca de 40% da população mundial possui mau hálito, o que é simplesmente espantoso.

E entre 60% a 70% das pessoas afirmam que já tiveram mau hálito em algum momento.

O problema pode estar ligado a diversos fatores, como maus hábitos de higiene bucal, doenças orais simples e até mesmo problemas de saúde mais graves.

Fato é que o “bafo” é um problema incômodo e persistente, muitas vezes atrapalhando a socialização.

Pessoas que possuem mau hálito podem tornar-se até mesmo antissociais, pelo fato de terem receio de serem rejeitadas por causa do problema.

Neste artigo, nós separamos dez dicas que podem ser postas em prática em casa mesmo e que prometem espantar de vez o fantasma do mau hálito na vida das pessoas.

10 dicas para combater o mau hálito

Beber mais água

A maior ingestão de água favorece a criação de saliva, o que ajuda a boca a ficar úmida.

Quando a boca está muito “seca”, o mau hálito pode aparecer como resultado.

Acontece que, sem água suficiente para hidratar as vias orais, as bactérias e fungos presentes nos dentes e na língua conseguem proliferar de maneira mais rápida, o que provoca o mau odor.

Hidrate-se sempre que puder.

Prestar atenção no que come

O consumo de alguns alimentos que contêm óleos essenciais fortes como alho, cebola e peixe, pode provocar mau hálito.

Quando descem pelo esôfago, esses alimentos “deixam” seu cheiro e esse odor pode ser expelido pela boca.

Vegetais como alcachofra, brócolis e couve-flor também podem provocar o mesmo efeito, por serem ricos em enxofre.

Porém, os alimentos citados fazem muito bem para a saúde, não sendo recomendado eliminá-los da dieta sumariamente.

O segredo está no preparo e na quantidade que se ingere dessas comidas.

E na correta higienização bucal após o consumo deles.

Evitar ficar sem comer por mais de 3 horas

Longos períodos sem comer podem provocar mau hálito por causa da digestão.

Comer a cada três horas fará com que o intestino sempre esteja processando alguma coisa.

Além disso, demorar muito tempo entre as refeições pode levar a pessoa a comer alimentos sem valor nutricional que provocam má digestão.

Evitar bebidas alcoólicas

O álcool desidrata as mucosas da boca e esôfago, o que por si só pode ocasionar o mau hálito.

Por outro lado, a fermentação e oxidação dessa substância já começa na boca, terminando no fígado.

Esse processo costuma criar gases malcheirosos, que provocam um mau hálito momentâneo.

DParar de fumar

O cigarro é um verdadeiro veneno e causador de muitas mortes no mundo todo.

Porém, ele também é um dos principais causadores do mau hálito.

As substâncias nocivas presentes no cigarro, como a nicotina, provocam alterações no pH da boca e impedem a criação de saliva.

Com isso, bactérias e fungos proliferam de forma mais rápida, provocando ainda mais halitose no fumante.

Sem contar nos riscos à própria saúde oral que os fumantes têm, como a possibilidade de adquirir câncer de boca.

Utilize remédios naturais

Antes que existissem antissépticos bucais e cremes dentais, as pessoas utilizavam produtos naturais para manter o hálito fresco.

Hortelã, coentro, limão, alfafa e erva-doce são alguns exemplos desses remédios naturais.

E o mau hálito não cessava apenas por causa do cheiro desses produtos, mas também pela ação das propriedades presentes neles.

Simplesmente mascar alguma dessas plantas, ou fazer enxágue bucal com uma infusão, pode acabar com o mau hálito instantaneamente.

Mascar chicletes sem açúcar

O hábito de mascar alguma coisa é de fato importante para estimular a produção de saliva.

A saliva, por sua vez, regula o pH da boca, diminuindo a acidez e eliminando bactérias.

Algumas pessoas optam por mascar chicletes a fim de alcançar esse resultado, mas é importante frisar que chicletes com açúcar podem atrapalhar ao invés de ajudar.

O açúcar dos chicletes pode se acumular na boca e acabar favorecendo a proliferação de bactérias que irão provocar o mau hálito e doenças dentais como a cárie.

Usar vinagre de maçã

O vinagre de maçã possui diversas propriedades, entre elas, ser bactericida e antiviral.

Sabendo disso, muitas pessoas o usam como enxaguante bucal para evitar a halitose.

Basta adicionar uma colher de sopa de vinagre de maçã em um copo de água de 250ml.

Depois disso é só fazer um “gargarejo” ou “bochecho” com o líquido.

O vinagre de maçã, usado para o enxague bucal (nas medidas especificadas), age como um antisséptico natural, combatendo os microrganismos causadores de doenças orais.

Usar bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio possui diversas substâncias antibacterianas, fungicidas e antivirais em sua composição.

Com isso, é ideal para equilibrar o pH da boca.

O produto pode ser usado para escovar os dentes no lugar do creme dental convencional.

Basta misturar uma porção de pó do bicarbonato com água, formando uma “pasta”, e em seguida proceder com a escovação.

Mas atenção: o produto só deve ser usado uma vez na semana, pois o seu uso prolongado pode danificar o esmalte dos dentes e/ou provocar feridas na gengiva.

Se usado corretamente, o bicarbonato de sódio irá combater o mau hálito e as doenças orais.

Comer iogurte natural

Os iogurtes naturais possuem os chamados probióticos, que são as bactérias do bem presentes na flora intestinal.

Esses microorganismos combatem outras bactérias que eventualmente estejam fazendo mal ao organismo.

Ao ingerir comidas que possuam os probióticos, como os iogurtes naturais, aumenta-se a capacidade do corpo de combater as bactérias causadoras do mau hálito, presentes na boca e no resto do trato digestivo.

Você mesmo(a) pode fazer seu iogurte natural em casa.

Importante

Nenhuma das dicas que apresentamos pode substituir a correta escovação do dentes.

Dedicar tempo e paciência a escovar os dentes corretamente é o fator-chave para manter a saúde oral em dia.

Uma boa escovação, feita corretamente e com os instrumentos certos, livra a boca dos restos de comida que, se não removidos, literalmente apodrecem, produzindo bactérias nocivas.

Os dentes e língua devem ser escovados ao fim de cada refeição ou, pelo menos, duas vezes ao dia.

Entretanto, se mesmo tendo bons hábitos de higiene oral e cuidado com a saúde o mau hálito insistir, parecendo ser um problema crônico, um médico deverá ser consultado.

Existem algumas doenças mais graves que podem provocar halitose, mesmo não sendo tão comuns.

Mais Lidas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade.