- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

10 chás naturais para aliviar a dor no estômago mais rápido

Algumas plantas são muito eficazes para aliviar dores estomacais, indigestão e náuseas.

Entre uma refeição e outra, é comum aparecer dor de estômago ou outros problemas gastrointestinais.

Felizmente algumas folhas, flores e ervas podem ser usadas para aliviar as dores estomacais, indigestão e náuseas.

Neste artigo, vamos ensinar dez chás naturais que irão auxiliar contra essas dores.

No entanto, caso os sintomas persistam, procure um médico para identificar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado.

Chá de hortelã

A hortelã possui antioxidantes e vitaminas que lhe conferem propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas e antifúngicas.

Segundo estudo da Unesp, esta erva apresenta indicação etnofarmacológica para distúrbios gastrointestinais.

A hortelã relaxa os músculos estomacais e melhora o fluxo da bile, que o corpo usa para digerir melhor as gorduras.

  • Etnofarmacologia: ciência que estuda o conhecimento popular sobre fármacos.

Ingredientes:

  • 1 xícara de água
  • 1 colher (sopa) de folhas de hortelã picadas

Modo de preparo:

Ferva a água, adicione as folhas de hortelã, tampe o recipiente e deixe em infusão por dez minutos.



Tome este chá três vezes ao dia, logo após as refeições.

Chá de malva

A malva contém propriedades calmantes que atuam no sistema digestivo e acalmam a dor.

A erva ainda ajuda contra a má digestão, gastrite, entre outros problemas digestivos.

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de folhas secas de malva
  • 1 xícara de água fervente

Modo de preparo:

Coloque as folhas de malva na água fervente e deixe repousar por dez minutos.

Coe e tome em seguida, cerca de três vezes ao dia.

Chá de espinheira-santa

A espinheira-santa contém princípios ativos que ajudam a diminuir a produção do suco gástrico e também protegem a mucosa do estômago.

Segundo estudo publicado na Biblioteca Virtual da Saúde, a espinheira-santa obteve melhoras significativas nos sintomas de azia e dor estomacal.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de folhas de espinheira-santa
  • 1 xícara de água

Modo de preparo:

Ferva a água em uma panela, adicione as folhas de espinheira-santa e deixe ferver por mais cinco minutos.

Após esse tempo de fervura, desligue o fogo, tampe a panela e deixe em infusão por cinco minutos.

Coe e tome em seguida.

Recomenda-se consumir este chá três vezes ao dia.

Chá de macela

A macela possui ação anti-inflamatória, calmante, adstringente, relaxante e digestiva.

Além disso, os ácidos presentes na planta auxiliam o organismo na produção do ácido clorídrico estomacal, responsável pela digestão.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de flores de macela
  • 1 xícara de água fervente

Como fazer:

Adicione a macela na água fervente, tampe e deixe em infusão por dez minutos.

Coe e beba em seguida, de três a quatro vezes ao dia.

Chá de erva-doce

A erva doce contém ácido málico, que melhora as funções digestivas do estômago.

E de acordo com estudo do Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde Reprodutiva, da Índia, ela ajuda a melhorar a digestão.

 Além disso, é eficaz contra dispepsia, queimação e azia, já que estimula a secreção do ácido gástrico

A erva-doce também ajuda a reduzir os efeitos da fermentação dos alimentos no intestino e a produção de gases.

Ingredientes:

  • 1 colher (de chá) de sementes de erva-doce seca
  • 1 xícara de água

Modo de preparo:

Ferva a água, depois coloque-a em uma xícara e adicione a erva-doce.

Deixe descansar de três a cinco minutos, coe e tome em seguida.

Aconselha-se tomar este chá três vezes ao dia, sempre após as principais refeições.

Chá de capim-limão

O capim-limão possui substâncias relaxantes que beneficiam o aparelho digestivo.

Com isso, evita desconfortos e dores estomacais, prisão de ventre e constipação.

Além disso, suas propriedades antifúngicas e antibacterianas ajudam a combater infecções causadas por bactérias e fungos.

Observação: Em algumas regiões, esta planta também é conhecida como capim-santo ou capim-cidreira

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de folhas picadas de capim-limão
  • 1 xícara de água

Como fazer:

Coloque a água e o capim-limão em uma panela e ferva por alguns minutos.

Em seguida, coe e consuma logo após o preparo, sem adicionar açúcar.

Chá de boldo

O boldo possui um composto chamado lactona, que auxilia na digestão das gorduras ingeridas.

Com isso, a planta ajuda a aliviar sintomas como dor, enjoo e desconforto abdominal.

Além disso, reduz alguns problemas como azia e gases intestinais.

 Importante: muitas pessoas têm o hábito de esmagar as folhas de boldo com água.

Porém essa maneira de preparo é errada, pois a planta pode ser tóxica.

Portanto, a maneira segura de consumir o boldo é em forma de chá e nunca em excesso.

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de folhas de boldo
  • 1 litro de água

Como fazer:

Coloque as folhas de boldo em uma panela, adicione a água e ferva por três minutos.

Consuma em média três xícaras ao dia deste chá, de preferência após as principais refeições.

Chá de gengibre

O gengibre tem forte ação digestiva e anti-inflamatória.

Por isso ajuda a diminuir náuseas, enjoos e auxilia na digestão de alimentos gordurosos.

Além disso, a raiz possui alto poder bactericida, que inibe o surgimento de úlceras e gastrite.

Ingredientes:

  • 2 cm de gengibre fresco picado 1 colher (chá) de gengibre em pó
  • 1 litro de água

Modo de preparo:

Coloque a água em uma panela, junte o gengibre e ferva por cinco minutos.

Coe, espere chegar ao ponto de morno e tome em seguida.

Chá de artemísia

A artemísia possui propriedades digestivas, calmantes e diuréticas.

Ela também é um excelente remédio natural para dor de estômago.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de folhas de artemísia
  • 1 xícara de água fervente

Modo de preparo:

Coloque as folhas de artemísia na xícara, adicione a água fervente e abafe por 15 minutos.

Tomar uma xícara de chá, duas a três vezes ao dia.

Chá de sementes de melão

As sementes de melão possuem boa quantidade de fibras dietéticas, que auxiliam na saúde intestinal, evitando problemas gastrointestinais, como a constipação.

As semente também atuam como vermífugo natural, eliminando os parasitas localizados no intestino.

Além disso, possuem propriedades anti-inflamatórias, ajudando a reduzir o inchaço e a combater inflamações.

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de sementes de melão
  • 1 copo de água morna
  • Mel a gosto para adoçar

Modo de preparo:

Bata as sementes de melão com a água no liquidificador, adoce com o mel e consuma na sequência.

Recomenda-se três xícaras deste chá ao dia, de preferência meia hora antes das principais refeições.

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
583,826SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,928SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -