Outro dia, compartilhamos a receita de um pão de queijo supernatural.

O “pão de queijo fake”, como ficou conhecido, não tem queijo nem ovo, mas virou um sucesso por ser muito saboroso.

Apesar disso, muitos leitores nos pediram uma receita de um pão de queijo de verdade.

De tantos nossos leitores insistirem, neste post, mostraremos o passo a passo de como fazer um pão de queijo tradicional.

Mas atenção!

Esta é uma das receitas de pão de queijo tradicional.

Ou seja, vão ingredientes como ovo e queijo.

Mesmo assim, pode ter certeza, é uma das receitas mais naturais desse típico pãozinho brasileiro.

O melhor de tudo é que você vai usar somente três ingredientes e, talvez, sal, mas isso depende do gosto de cada um.

Vamos lá?

INGREDIENTES

1 xícara (chá) de queijo ralado ( pode ser qualquer um: parmesão, muçarela, queijo de Minas…)

1 xícara (chá) de polvilho azedo

1 caixinha de 200g de creme de leite

MODO DE PREPARO

Misture o queijo e o polvilho.

Aos poucos, vá acrescentando creme de leite.

A massa deve ficar bem úmida e macia antes de ir para o forno, senão o resultado final será um pãozinho de queijo rachado e duro.

Para isso, amasse bem, até que ela não grude mais nas mãos.

Em seguida, pegue um pequeno pedaço da massa e enrole, para forma um pãozinho.

Ninguém vai querer fazer só um pão, não é verdade?

Use a massa toda, formando várias pãezinhos.

Feito isso, coloque tudo numa forma de pizza e leve ao forno a 180 graus Celsius.

Deixe lá até que os pães dourem.

Depois deixe esfriar e deguste com toda a família.

Ah, se você quiser aprender a receita do “pão de queijo fake”, ela está AQUI.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Seção: 

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.