Erva-de-santa-maria (mastruz) – um vermífugo natural | Cura pela Natureza.com.br

Erva-de-santa-maria (mastruz) – um vermífugo natural

-->
A erva-de-santa-maria (Chenopodium ambrosioides L.) – também conhecida como ambrósia, quenopódio, erva-pomba-rola, erva-formigueira, chá-do-méxico, mastruço, mastruz, erva-mata-pulga e uzaidela – é adstringente, destrói parasitas intestinais, aumenta a transpiração, relaxa espasmos e tem efeitos expectorante, fungicida e inseticida. É usada também nas afecções das vias respiratórias, rouquidão, catarros crônicos, bronquites, tosse, asma, angina e infecções pulmonares. Externamente cicatriza contusões.

O óleo essencial extraído de suas folhas e flores contém ascaridol, empregado contra ascaris lumbricoides na dose de duas a seis gotas misturadas com óleo de amêndoas, de rícino ou mel (para crianças, é mais indicado óleo de amêndoas ou uma a duas gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta).



A erva é usada internamente para tênia e outros pequenos parasitas, disenteria por ameba, asma e catarro.


Externamente é usada para pé-de-atleta e mordida de inseto.

O chá preparado com as folhas é estimulante estomacal.


A infusão da planta seca é pouco empregada devido à baixa quantidade de substâncias ativas.


A tintura é usada nas equimoses e contusões.

Preparo e dosagem

Infusão: 1 xícara de cafezinho da planta fresca com sementes em 1/2 litro de água. Tomar 1 xícara de chá de seis em seis horas (vermífugo, estomáquico).

Sumo: 2 a 4 colheres de sopa do sumo das folhas para 1 xícara de chá de leite, uma vez ao dia – as crianças maiores de 2 anos devem tomar a metade da dose (peitoral).

Suco: 1 copo da planta picada com sementes para 2 copos de leite - bater no liquidificador e tomar um copo em jejum uma vez ao dia por três dias seguidos (poderoso vermífugo).

Cataplasma: Juntar 1 xícara de cafezinho de vinagre e 1 colher de sopa de sal, amassar a planta na mistura até obter uma papa. Colocar sobre o local afetado e enfaixar (contusões).

Geléia: pegar 4 bananas-nanicas maduras com casca, picar 1 copo de folhas de erva-de-santa-maria com sementes, meio copo de hortelã e 1 copo e meio de mel. Triturar bem as plantas em um pilão, juntar a banana e o mel e amassar bem. Levar ao fogo até dar o ponto de geléia, o que ocorre em poucos minutos. Dar 1 colher de chá duas vezes por dia ou passar na bolacha, pão, etc. (vermífugo).


Outros usos

A erva-de-santa-maria elimina e repele pulgas e percevejos (colocar os ramos debaixo dos colchões e varrer a casa utilizando-os como vassoura).

Atenção! O uso desta planta às vezes provoca uma sensação de formigamento, mais notada nas mãos e nos pés. A erva-de-santa-maria deve ser usada com cautela, pois pode irritar o intestino. A erva-de-santa-maria é contraindicada para gestantes e crianças menores de 2 anos de idade.


Fontes de consulta:
http://www.inova.unicamp.br/inventabrasil/ervastm.htm

Nenhum comentário: