Os benefícios da pimenta | Cura pela Natureza.com.br

Os benefícios da pimenta

-->
Pesquisadores do mundo todo não param de descobrir que a pimenta, tanto do gênero piper (pimenta-do-reino) como do capsicum (pimenta vermelha), tem qualidades farmacológicas importantes.

Segundo o médico homeopata Marcio Bontempo, autor do livro Pimenta e seus Benefícios à Saúde, além dos princípios ativos capsaicina e piperina, o condimento é muito rico em vitaminas A, E e C, ácido fólico, zinco e potássio. Tem, por isso, fortes propriedades antioxidantes e protetores do DNA celular. Também contém bioflavonóides, pigmentos vegetais que previnem o câncer.

Graças a essas vantagens, a planta já está classificada como alimento funcional, o que significa que, além de seus nutrientes, possui componentes que promovem e preservam a saúde. Hoje ela é usada como matéria-prima para vários remédios que aliviam dores musculares e reumatismo, desordens gastrintestinais e na prevenção de arteriosclerose.

Apesar disso, muitas pessoas ainda têm receio de consumi-la, pois acreditam que possa causar mais mal do que bem. Se você é uma delas, saiba que diversos estudos recentes têm revelado que a pimenta não é um veneno nem mesmo para quem tem hemorróidas, gastrite ou hipertensão.


DOENÇAS QUE A PIMENTA CURA E PREVINE


Baixa imunidade - A pimenta tem sido aplicada em diversas partes do mundo no combate à aids com resultados promissores.

Câncer - Pesquisas nos Estados Unidos apontam a capacidade da capsaicina de inibir o crescimento de células de tumor maligno na próstata, sem causar toxicidade. Outro grupo de cientistas tratou seres humanos portadores de tumores pancreáticos malignos com doses desse mesmo princípio ativo. Depois de algum tempo constataram que houve redução de 50% dos tumores, sem afetação das células pancreáticas saudáveis ou efeitos colaterais. Já em Taiwan os médicos observaram a morte de células cancerosas do esôfago.

Depressão - A ingestão da iguaria aumenta a liberação de noradrenalina e adrenalina, responsáveis pelo nosso estado de alerta, que está associado também à melhora do ânimo em pessoas deprimidas.

Enxaqueca - Provoca a liberação de endorfinas, analgésicos naturais potentes, que atenuam a dor.

Esquistossomose - A cubebina, extraída de um tipo de pimenta asiática, foi usada em uma substância semi-sintética por cientistas da Universidade de Franca e da Universidade de São Paulo. Depois do tratamento (que tem baixa toxicidade e, por isso, é mais seguro), a doença em cobaias foi eliminada.

Feridas abertas - É anti-séptica, analgésica, cicatrizante e anti-hemorrágica quando o seu pó é colocado diretamente sobre a pele machucada.

Gripes e resfriados - Tanto para o tratamento quanto para a prevenção dessas doenças, é comum recomendar a ingestão de uma pequena pimenta malagueta por dia, como se fosse uma pílula.

Hemorróidas - A capsaicina tem poder cicatrizante e já existem remédios com pimenta para uso tópico.

Infecções - O alimento combate as bactérias, já que tem poder bacteriostático e bactericida, e não prejudica o sistema de defesa. Pelo contrário, até estimula a recuperação imunológica.

Males do coração - A pimenta caiena tem sido apontada como capaz de interromper um ataque cardíaco em 30 segundos. Ela contém componentes anticoagulantes que ajudam na desobstrução dos vasos sanguíneos e ativam a circulação arterial.

Obesidade - Consumida nas refeições, ela estimula o organismo a diminuir o apetite nas seguintes. Um estudo revelou que a pimenta derrete os estoques de energia acumulados em forma de gordura corporal. Além disso, aumenta a temperatura (termogênese) e, para dissipá-la, o organismo gasta mais calorias. As pesquisas indicam que cada grama queima 45 calorias.

Pressão alta - Como tem propriedades vasodilatadoras, ajuda a regularizar a pressão arterial.

Reumatismo, artrite e artrose - Recomenda-se a aplicação de compressas quentes ou frias nas articulações, feitas com 250 gramas de pimenta vermelha socada e misturada a uma pasta de purê de inhame. Use uma vez ao dia até a melhora.



RECEITAS COM PIMENTA

Azeite de Pimenta


1 xícara (chá) de azeite de oliva extravirgem
2 dentes de alho picados
1 colher (chá) de suco de limão
pimentas selecionadas à sua escolha

Retire as sementes e os talos das pimentas. Frite o alho no azeite até ficar levemente dourado. Coloque as pimentas em um vidro de conserva, deixando um espaço livre de 2 cm. Aqueça 1 xícara (chá) de azeite a 300o C. Enfie o cabo de uma colher no meio das pimentas e abra um buraco. Despeje o azeite quente lentamente, para que penetre. Complete o pote com azeite até atingir 0,5 cm da boca e tampe bem firme. Deixe esfriar naturalmente. Conserve na geladeira.

Conserva Básica de Pimenta

Pimentas selecionadas de sua escolha
2 copos de vinagre branco
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de sal

Faça uma calda com o vinagre, o sal e o açúcar, levando essa mistura para ferver por dois minutos. Faça o branqueamento das pimentas cozinhando-as no vapor, sem que fiquem muito moles. Coloque-as num vidro esterilizado e jogue a calda quente por cima. Deixe esfriar, tampe e conserve na geladeira.

18 comentários:

lampiao disse...

gosto de pimentas mas tenho asma faz mal eu comer pimenta

Sol Cavalcanti disse...

Lampião,

A pimenta-caiena não faz mal, pois é medicinal. Se você tem receio, use aos poucos e em pequena quantidade.

Abraço.

Natal disse...

A pimenta malagueta tem os mesmos benefícios? Pois só uso ela feita em uma conserva Pimenta+oleo. Aliás, é uma pimenta muito boa, forte mas com um gosto ótimo.

raqueljp disse...

Oi Gostaria de dar uma dica, sempre fazia conserva de pimenta, mas geralmete mesmo na geladeira estragava, depois aprendi que se cortar a pimenta ao meio ou fazer um buraquinho quando tira o cabinho,para o oleo ou o vinagre penetrar dentro da pimenta, pois assim dura muito a conserva.

claudia cianflone disse...

Sou prova do benefício da pimenta. Eu estava com a hemorróida inflamada e dia 25/7 me ensinaram a comer 1 pimenta comari por dia. Hoje 29/7 sumiu e não sinto mais nenhuma dor e nem está sangrando. Graças a tão temida pimentinha.

Alvinho disse...

Olá gostei muito do blog, parabéns! Gostaria de deixar uma pergunta sobre o consumo de pimentas. Queria saber se eu consumir um dos tipos da pimenta sem mastigar, somente engolindo diariamente quantas seria necessárias e se sem mastigar tem o mesmo efeito de ingerir ela mastigando?

Marisa disse...

Parabéns pelo blog.
Eu amo pimenta mas, toda vez que como me sai muitas espinhas, ou seja umas inflamações na pele. poderia me explicar pq isso acontece

Nilson disse...

Mariza, depende da pimenta que vc. esta comendo. De acordo com os meus fracos conhecimentos, que na minha opinião, vale mais a prática do que a teoria. EX; Pimenta Malagueta cura hemorróida,pq. ela é da categoria fria, pimenta bode,"cheiro verde", provoca hemorróida, pq, ela é da categoria quente. OK. Nilson Marques

Rebeca disse...

Tive muitos problemas de depressão! substitui os anti-depressivos por pimenta dedo de moça e malagueta! Minha vida mudou! (Isso sem contar que eu pesava cerca de 15 quilos a mais) e olha que eu mando ver no pratão! (Dica, é bom tirar as sementas)

ALEMAO disse...

pimenta causa acido urico ?

rose disse...

rose adoro pimenta se for bem ardida melhor ainda.me sinto muito bem,e recomendo quem nunca esperimentou vale apena provar.

mensagem missionária disse...

Oi sol, tudo bem? Eu sofro com hemorroidas desde pequena minha mãe usava muito a pimenta do reino no tempero em casa e ela mesma chegou a precisar de operar eu descobri que era por causa da pimenta do reino pois quando me casei não usava a tal e fiquei bem até hoje,quando menina eu acordava sentindo fortes dores só de lembrar eu tremo é preciso cautela com pimenta do reino eu aboli da minha vida!

Marina em essência disse...

Como contribuição devo informar que amo muito comer pimentas, qualquer uma desde que dê aquele toque ardido médio ou muito ardido mesmo. Só que certa vez num curso sobre especiarias, aprendi, através de uma médica naturalista, que os fragmentos da pimenta do reino moída aderem às paredes do estomago e ou intestino podendo causar ao longo do tempo, tumores. Desde então aboli a pimenta do reino (embora ame o sabor que ela tem) das refeições que eu consumo.

Neiva disse...

A pimenta do reino moida (na hora) cura tensões musculares, torções e outros. Podem acreditar, tive um nervo machucado na mão por mais de 15 anos e curei em 3 dias com compressas (fazer um envelope com um pano umido recheado com a pimenta moida), deixar por meia hora, duas vezes ao dia.

Eduardo Carper disse...

Como é que alguém consegue esquentar o azeite a 300º?Onde consigo um mini alto-forno para realizar esta proeza?
Muito obrigado!

Hutashie Kinutz disse...

ela e boa para veias carotidas?

Adalgisa Nunes Cunha disse...

E o limão da primeira receita onde vai?

Unknown disse...

É ótimo saber o bem que a pimenta faz.A conserva que eu faço com a pimenta malagueta é:Uma porção de pimenta,lava-se com álcool e deixe secar,pegue um recipiente coloque a pimenta,azeite e deixe curtir,olha arde mais fica gostosa a comida!!!