Tanchagem

-->
Indicações

A tanchagem é depurativa, diurética, antibacteriana; combate tosses e bronquites; é indicada também em casos de ardor de estômago, diarreia e disenteria; é usada em gargarejos para dor e inflamação de garganta; contém mucilagem (protetora intestinal e uterina); como tem propriedades cicatrizantes, suas folhas frescas maceradas são usadas contra picadas de abelhas, irritação de pele, úlceras, queimaduras e sangramento de pequenos cortes.

Modo de fazer o chá
Coloque em infusão, em um litro de água fervente, duas colheres de sopa da erva. Deixe levantar fervura, desligue o fogo e abafe por dez minutos. Coe. Tome duas a três xícaras ao dia.

2 comentários:

Amália disse...

Eu não dava o menor valor à tanchagem, até que minha prima, enfermeira aposentada, visitou minha mãe, que estava operada da coluna e com um buraco aberto nas costas para drenar uma infecção adquirida no hospital. Ela ensinou fazer compressa quente da tanchagem e a beber o chá , por ser um poderoso antibiótico natural e a única coisa que curou a filha dela, quando remédio nenhum resolvia. Eu usava gaze esterilizada para molhar no chá e colocar no buraco até a compressa esfriar, depois colocava mais uma vez. Ao retirar, deixava coberto com uma compressa seca, aberta, "para ventilar", como a prima ensinou, e depois colocava o remédio e tampava com gaze e micropore. E dava meio copo desse chá para minha mãe beber. Fiquei pasmada com essa plantinha: com dois dias (usando a compressa ao trocar o curativo), a secreção diminuiu tanto que passei a usar apenas dois pacotinhos de gaze aos invés dos cinco que eram necessários (3 x dia!!!) e mal dava para esperar a próxima troca porque encharcavam de secreção. Depois da terceira e quarta compressa, passei a usar apenas um pacotinho de gaze e depois apenas duas gazes (cada pacotinho vinha com 5). Sem a infecção, o ferimento foi fechando de dentro para fora. Tenho tanchagem no quintal e conheço desde criança mas só sabia que era usada em bochechos para problemas na boca. A título de alerta, conto que minha mãe adquiriu essa infecção no hospital porque o médico mandou deixar o corte de 25 cm sem curativo pois estava muito bom. Só que a fralda geriátrica estava grande, eu queria por uma menor mas os enfermeiros diziam que não, e vazava urina da cava da fralda para o lençol. A parte da cicatriz que ficava para cima da cintura da fralda molhou e se infeccionou. Minha mãe estava com as defesas baixas pois passou 11 dias na UTI com uma infecção e depois pegou essa no quarto. Eu avisei pro médico que estava ficando vermelho próximo do corte, ele demorou para ver. Assim a infecção se alastrou a ponto de ter que ser feito um corte de quase 5 cm para vazar o pus, que era muito mesmo. Depois que ela veio para casa, eu trocava o curativo 3 vezes por dia, com muita secreção, com perspectiva de demorar meses para fechar. Com a tanchagem, a secreção sumiu e em menos de um mês o corte fechou. Agradeço a Deus por ter criado essas plantas maravilhosas e por trazer até mim essa informação valiosa, que deixo aqui com uma sincera vontade de ajudar outras pessoas. No hospital que minha mãe foi operada havia um senhor que há 8 meses estava com o corte aberto, indo lá todos os dias para trocarem o curativo dele!

Penha disse...

Boa tarde, posso dar o chá de tanchagem para a minha gatinha, ela está com inflamação uterina? Tem alguma contra indicação? Qual a dosagem certa? Aguardo uma resposta. Obrigada.
mpenha.rj@gmail.com