Cura Pela Natureza, saúde e tratamentos naturais

Os riscos do uso de Vick VapoRub


A criança está com tosse e dificuldade para respirar.

O que fazer?

O vick VapoRub promete acalmar a tosse, melhorar a respiração e relaxar o paciente.

É bastante comum as mães medicarem seus filhos com essa pomada, que normalmente é espalhada nas costas, pescoço e peito.

A sensação é de alívio, quase imediata. 

No entanto, poucos sabem que o remédio é contraindicado para:

- usar em crianças menores de 2 anos

- Ingerir

- Colocar dentro do nariz

É verdade que o fabricante informa na embalagem que o produto é contraindicado para crianças menores de 2 anos.

Mas, segundo médicos e especialistas, o Vick é maléfico para pessoas de qualquer idade.

Apesar do conforto, o medicamento não melhora o congestionamento nasal, e sim irrita as vias aéreas por causa dos seus ingredientes (mentol, cânfora e óleo de eucalipto). 

Veja quais são os pontos negativos da pomada e se vale a pena arriscar:

- Irrita e inflama as vias aéreas.

- Pode causar rinite crônica.

- É possível, caso seja aspirado, que a criança pequena tenha pneumonia

- Causa dermatite

- Pode causar, se usado com frequência, a perda de sensibilidade no olfato

Então, o que fazer para aliviar os sintomas do resfriado ou gripe de forma saudável?

Simples! Um tratamento com um chá (como o de alho, limão e pimenta) ou uma boa sopa quentinha.

Além disso, a inalação e a lavagem do nariz com soro fisiológico ajudam nesses casos e também estão liberadas para todas as idades.
Leia Mais ►

Como pesquisar os posts do Cura pela Natureza

Todos os dias recebemos mensagens, por email ou na nosa página no Facebook, de leitores solicitando receitas ou dicas de tratamentos caseiros.

São muitas mensagens e, por isso, não dá para responder a todos.

Mas  nosso site oferece uma ferramenta de pesquisa para que você encontre o que está procurando.

Então, é recomendável que você pesquise no blog antes de enviar sua solicitação.

E como faz essa pesquisa?

Muito simples.

No lado direito da página, há o item "Pesquise e encontre: são mais de 800 posts!".

(Veja seta indicativa na imagem reproduzida abaixo.)

Basta digitar abaixo dessa frase, dentro do retângulo, o nome do assunto que você quer e dar enter.

Aparecerá o resultado - uma série de links para que você escolha o que mais lhe interessa.

Não é mesmo muito simples?

Veja abaixo imagem que reproduz nossa ferramenta de pesquisa.


Leia Mais ►

Receita de crepioca, o crepe de tapioca


Esta é mais uma receita leve e saudável.

O crepe de tapioca, ou "crepioca", tem muitas vantagens em relação ao crepe tradicional.

Uma delas é ser livre de glúten, a proteína do trigo responsável por alergias e que contribui para o aumento de peso.

Além disso, a crepioca tem menor teor de sódio do que o pão da padaria.

Outro ponto positivo é sua facilidade de preparo.

E você pode escolher recheios leves, como creme de cottage ou frutas picadas.

Vamos aprender a receita?

Lá vai:

1 ovo

1 colher (sopa) bem cheia de goma de tapioca peneirada

MODO DE PREPARO

Misture o ovo à goma de tapioca.

Misture bem.

Asse em frigideira antiaderente, virando para dourar os dois lados.

Depois é só rechear com o que quiser.

Depois é só rechear com o que quiser, como verdura refogada, milho verde, mel, manteiga de azeite de oliva, ghee.

Outra sugestão (e uma das nossas favoritas) é com queijo do tipo cottage e leva:

- 1 colher (sopa) de cottage 

- fio de azeite extra virgem

- orégano a gosto

- sal a gosto

- pimenta a gosto

Basta misturar os ingredientes e, a seguir, rechear a crepioca.
Leia Mais ►

Como higienizar frutas e verduras

Uma dona de casa que se preze precisa cuidar bem da saúde da família.

Sem dúvida a cozinha é a área que mais requer limpeza e cuidados.

No entanto, há dois mitos em torno do processo de higienização:
 

1 – É mito dizer que os microrganismos contidos nas frutas verduras são eliminados quando elas são colocadas de molho em vinagre.

O vinagre não é suficiente para acabar com as bactérias vindas nos alimentos.

É preciso substituí-lo por cloro – recomendado, inclusive, pelo Ministério da Saúde.


2 – É também um mito dizer que colocar o alimento para lavar numa bacia com água tira a sujeira.

Na verdade, a sujeira apenas se espalha. Por isso é importante lavar em água corrente.

Veja, agora, como os especialistas recomendam a higienização dos alimentos:

Assim que chegar da feira, o primeiro passo é tirar as partes danificadas ou não comestíveis da verdura e legumes.

Feito isso, lave o alimento em água corrente, retirando toda a sujeira que puder.

Você pode contar com a ajuda da esponja e de um sabão neutro.

Em seguida, misture para cada litro de água potável uma colher de sopa de água sanitária sem cheiro, sem corante e sem detergente.

Acrescente os vegetais e legumes nessa solução de cloro, ficando atento para nenhuma parte do alimento ficar de fora e espere por 20 minutos para escorrer.

Depois desse procedimento, o alimento pode ser guardado na geladeira ou consumido imediatamente. 

Frutas como banana e mamão não precisam desse preparo todo, pois não são consumidas com a casca.
Leia Mais ►

Manteiga de azeite de oliva substitui com vantagem margarina e manteiga comum


O azeite extravirgem de oliva é uma das gorduras mais saudáveis que existem na natureza.

Muito mais saudável que a manteiga e ainda mais que a margarina.

Uma pequena quantidade de azeite extravirgem (20 mililitros) supre 20% das necessidades diárias de vitamina E, que combate os famosos radicais livres (moléculas que circulam pelo sangue, causando doenças do coração, câncer e envelhecimento precoce). 

O azeite também tem a capacidade de reduzir o colesterol ruim.

E é indiscutível que um bom azeite deixa os pratos muito mais deliciosos.

Agora, imagine o sabor da manteiga de azeite de oliva...

É simplesmente maravilhoso!


Fácil de fazer, ela é muito melhor para a saúde que a manteiga comum e a margarina.

Lá vai a receita:

INGREDIENTES

2 xícara (chá) de azeite extravirgem de oliva

Ervas a gosto (orégano, manjericão, alecrim, louro, sálvia)

Pimenta-do-reino em grãos moídos na hora

Alho triturado a gosto (opcional)

MODO DE PREPARO

Bata todos os ingredientes no liquidificador.

Coloque em um pote com tampa e leve à geladeira por cerca de quatro horas ou até endurecer, quando a manteiga de azeite já poderá ser consumida.

Conserve na geladeira (a nossa durou bem por quase um mês).

Leia Mais ►

Pão de fôrma sem glúten de liquidificador

O pão nosso de cada dia, infelizmente, não é muito saudável.

Além dos aditivos usados pela indústria, há o glúten, uma substância causadora de alergias e que contribui, segundo pesquisas, para a obesidade.

E ainda existe o problema do sal, normalmente usado em excesso nos pães de padaria.

Então, diante desses problemas, devemos eliminar do cardápio o pão?

Não é necessário.

Basta fazermos o nosso próprio pão.

Dessa forma, podemos produzir um alimento saudável e muito mais saboroso que muitos pães de qualidade duvidosa oferecidos pelo mercado.

A receita que vamos ensinar agora, por exemplo, é bastante saborosa e 100% natural.

Além disso, é totalmente livre de glúten e de lactose, podendo ser, por isso, consumida por quem tem alergia a essas substâncias.

E o melhor de tudo: é muito prática, pois é feita no liquidificador.

Anote:

INGREDIENTES 

4 ovos

1/2 xícara (chá) de leite de coco (ou outro leite vegetal)

1 xícara (chá) de água

4 colheres (sopa) de azeite

1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de arroz

1/2 xícara (chá) de polvilho doce

1/2 xícara (chá) de fubá

1 colher (sopa) de açúcar demerara

1 colher (chá) de sal marinho

1 colher (sopa) de fermento biológico seco para pães

MODO DE PREPARO

Bata todos os ingredientes no liquidificador, exceto o fermento.

Bata bem, para que fique uma mistura homogênea.

Acrescente o fermento e bata mais uma vez para misturar.

Despeje a massa em uma fôrma de pão untada com azeite e farinha de arroz.

Cubra e deixe crescer até dobrar de tamanho.

Preaqueça o forno e asse o pão em temperatura média por cerca de 30 minutos ou até que esteja totalmente assado.
Leia Mais ►

Mistura de babosa e cebola embeleza e faz cabelo crescer

Cabelos bonitos, sedosos e com crescimento rápido.

Nada mau, não é?

Mas como conseguir isso?

De uma forma simples e barata.

Como?

Com a mistura de babosa e cebola.

Essa receita é muito eficiente!

E funciona porque combinou dois ingredientes com grandes poderes.

A babosa é uma dádiva da natureza.

Ela tem um monte de utilidades - incluindo, para muitos, a cura do câncer.

Também conhecida como aloe, ela é rica em cálcio, potássio, magnésio, zinco, sódio, cromo, cobre, cloro, ferro, manganês, betacaroteno (pró-vitamina A), vitaminas B6 (piridoxina), B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3, E (alfa tocoferol), C (ácido ascórbico), ácido fólico e colina. 

Sua aplicação no cabelo é muito popular, sendo bastante usar para combater a queda e hidratar os fios.

A cebola é outro presente da natureza.

Estudos comprovam que ela é capaz de prevenir doenças como diabetes, câncer, problemas no intestino, pâncreas e fígado, além de fortalecer o sistema imunológico.

Ela também combate a queda de cabelo e a caspa.

Seus nutrientes, como enxofre, magnésio, potássio e cálcio, ajudam a regenerar os folículos pilosos, reduzindo a perda de fios e estimulando a circulação sanguínea na região do couro cabeludo.

É por tudo isso que a combinação de babosa e cebola tem uma ação fantástica no cabelo.

Ela embeleza, dá volume e evita a queda de cabelos.

A receita está a seguir:

INGREDIENTES

1 pedaço de babosa

Meia cebola

1 frasco de xampu (o de sua preferência)

MODO DE PREPARO

Pique a babosa e a cebola em pedaços o mais pequeno possível.

Coloque esses pedaços no seu xampu.

Agite a mistura e deixe repousando por cinco dias.

Passado esse tempo, a receita está pronta.

E você vai usá-la sempre quando for lavar o  cabelo, substituindo o xampu por ela.
Leia Mais ►

Consumo de peixe ajuda a aliviar cólica menstrual

Uma das maiores aflições das mulheres ao longo da vida é a cólica menstrual.

A cólica menstrual é, na verdade, uma dor que causa desconforto na região pélvica e surge em decorrência da liberação de prostaglandina, substância responsável pelas contrações do útero que fazem o sangue ser eliminado, quando o óvulo não é fecundado.

Há anti-inflamatórios específicos para esse tipo de dor.

Mas, além muito melhor que esse método, exercicios físicos regulares e o consumo de alguns alimentos podem ajudar a diminuir as dores da cólica.

Atividades como caminhar, correr, andar de bicicleta ou patinete e jogar futebol ajudam muito na redução de dores menstruais.

Além disso, os ácidos graxos encontrados nos peixes (e também nas sementes de amendôas) possuem ação anti-inflamatória, além de diminuir riscos de problemas no coração.

As hortaliças e o chá de louro também ajudam a combater a cólica menstrual.

Já os alimentos gordurosos, o café e o chocolate tendem a intensificar a dor, pois aumentam a produção dos hormônios que a causam.

Como dissemos, peixe e amêndoas contêm ácidos graxos, que, com sua atividade anti-inflamatória, ajudam a diminuir a cólica menstrual.

E, por isso, uma receita com esses dois ingredientes é perfeita para quem quer evitar esse incômodo.

Essa receita - peixe com amêndoas - está logo a seguir.

INGREDIENTES


4 pedaços de cação

Suco de limão

1/3 xícara (chá) de amendôas trituradas (pode usar o processador ou liquidificador para isso)

1 dente de alho amassado

1/3 xícara (chá) de farinha de rosca

3 colheres (sopa) de azeite de oliva

1 colher (sopa) de orégano

Sal a gosto

MODO DE PREPARAR 

Tempere o peixe com suco de limão e sal.

Em um pote, coloque as amendôas, o alho, a farinha de rosca, o azeite e o orégano.

Misture esses ingredientes até formar uma pasta de farofa.

Cubra o peixe com essa pasta.

Leve ao forno médio,  já preaquecido, até dourar (cerca de 20 minutos)

Retire e sirva.

Leia Mais ►

Receita de chocolate saudável e prático: sem lactose, glúten e açúcar e pronto em 5 minutos

Imagine um chocolate de verdade, muito saboroso e que só faz bem.

Além disso, um chocolate sem lactose, sem glúten, sem conservantes e, por isso, muito saudável.

Mas as vantagens ainda não acabaram!

Este chocolate só leva cinco minutos para ser feito e contém basicamente apenas três ingredientes: cacau em pó, óleo de coco e mel.

Não é maravilhoso?

Este chocolate existe e você vai aprender a fazer agora:

INGREDIENTES

2 colheres (sopa) de óleo de coco (tem que estar líquido para a mistura ficar perfeita)

2 colheres (sopa) de cacau em pó

Meia colher (chá) de mel (ou agave se você for vegano)

Sementes de chia (opcional)

MODO DE PREPARO

Misture os 3 ingredientes em uma tigela e mexa até criar uma textura pastosa.

Experimente a mistura para ver se ela está boa para o seu paladar.

Caso esteja muito amarga ainda, acrescente mais meia colher (chá) de mel à mistura.

Agora chegou a hora de modelar o chocolate.

E você tem duas opções: utilizar fôrmas de silicone para bombons e cupcakes ou utilizar um prato e pôr em cima dele papel vegetal.

Coloque a mistura nas forminhas ou no prato e aguarde endurecer.

Existe ainda a possibilidade de jogar sementes de chia em cima do chocolate.

Fica muito bom!

A chia, além de deixar o chocolate mais saudável, dá uma sensação de saciedade muito positiva, pois a gente termina comendo menos chocolate, o que é muito bom, pois todo o excesso é ruim.

E as sementes de chia deixam o chocolate bem crocante, ou seja, ainda mais maravilhoso! 

O chocolate pode ser guardado tanto fora da geladeira, quanto dentro dela.
Leia Mais ►

Aprenda a fazer o leite de chia

A semente de chia foi muito valiosa em algumas civilizações antigas, como os astecas, os incas e os maias.

Ela era tão preciosa, que chegou a ser equivalente a dinheiro nessas civilizações.

A chia ficou esquecida por muito tempo.

Até que há pouco tempo ressurgiu com toda a força no mundo ocidental.

Essa semente contém cinco vezes mais cálcio do que o leite; três vezes mais ferro que o espinafre; quinze vezes mais magnésio que os brócolis; duas vezes mais potássio que a banana; três vezes mais antioxidantes que o mirtilo.

É também rica em manganês e boro (que também é fundamental para os ossos).

O que as pesquisas estão constatando é que as sementes de chia têm um dos maiores perfis de benefícios científicos de todos os alimentos conhecidos, incluindo: baixar o nível de açúcar no sangue; baixar a pressão arterial; aumentar a energia e a resistência; melhorar a saúde cardiovascular; estimular o crescimento e o desenvolvimento neurológico da criança; contribuir para a fluidez da membrana neural; melhorar as funções neurológicas; melhorar a saúde do cólon e do intestino; diminuir o refluxo gastroesofágico e a azia; tornar a perda de peso saudável;

A chia também oferece um surpreendente equilíbrio de macronutrientes, óleos e fibras.

Por não ter glúten, é ótima para celíacos.

As sementes de chia oferecem a maior porcentagem natural conhecida de ácido graxo, ômega 3 (60%-64%).

Os ácidos graxos são necessários para a absorção das vitaminas lipossolúveis A, D, E e K e da atividade glandular normal, especialmente para as suprarrenais e a glândula tireoide.

Eles também nutrem a pele e são essenciais para deixar saudáveis mucosas e nervos, bem como para o funcionamento normal do sistema reprodutivo.

Também podem ser importantes na redução de depósitos de colesterol.

A camada externa da semente é rica em fibras solúveis e mucilagem.

As fibras insolúveis arrastam detritos e toxinas das paredes do cólon.

Para resumir, a chia:

- ajuda a emagrecer

- é anti-inflamatória

- tem ação antioxidante

- controla diabetes

- previne doenças cardiovasculares

- promove recuperação musculas pós-treino

Os incríveis benefícios dessa semente podem ser obtidos de uma forma muito saborosa: com o leite de chia.

A receite á muito fácil.

Vale a pena aprender.

INGREDIENTES

2 xícaras de sementes de chia

1 xícara de amêndoas picadas

Meia colher (sopa) de canela em pó

2 xícaras e meia de água

MODO DE PREPARO

Bata no liquidificador as sementes de chia e as amêndoas com a água e a canela em pó.

Em seguida, coe a mistura e sirva.

O restante, se sobrar, você pode guardar na geladeira, onde se conservará bem por 2 dias.
Leia Mais ►

Leite condensado caseiro e diet

Quem não gosta de doce na sobremesa?

Na maioria das vezes, os doces são feitos com leite condensado.

Sabemos que esse produto tem bastante gordura, além de ser um alimento "pesado" e indigesto para muitos. 

Por isso vamos ensinar como fazer um leite condensado natural.

Ele é feito com coco e inhame.


E é leve e de fácil digestão. 

Se você fizer tudo certinho, a consistência será a mesma do leite condensado industrializado.

O melhor de tudo é que os ingredientes são todos naturais, não há nenhum produto químico nocivo.

Anote a receita:

INGREDIENTES

Meia xícara de coco fresco seco sem casca

Meia xícara de inhame

4 xícaras de água filtrada

Meia xícara de açúcar mascavo

MODO DE PREPARO

Coloque o coco e o inhame de molho em 1 xícara de água filtrada e deixe por 8 horas.

Em seguida, escorra a água e leve o coco e o inhame ao liquidificador com mais 3 xícaras de água filtrada. 

Bata bem.

Coe a mistura e separe a parte líquida da parte sólida.

Encha 3 copos (a parte líquida) da mistura em uma panela, acrescente o açúcar e leve ao fogo baixo.

Mexa sem parar até que desgrude do fundo da panela e ganhe a consistência desejada.

Armazene na geladeira por 4 quatro dias ou no freezer por 3 meses.
Leia Mais ►

Receita de leite de inhame

Leite de vaca é para bezerro, e não para  humanos.

O ser humano transgride as leis naturais ao consumir um leite que não foi concebido para ele.

Talvez por isso a alergia e a intolerância ao leite sejam cada vez mais comuns entre nós.

E esses problemas são agravados pelo tipo de leite que consumimos nos dias atuais: o longa vida, por exemplo, nem vira coalhada.


Reconhecemos que o leite de vaca é muito versátil, pois entra na composição de muitas receitas, como bolos  e vitaminas de frutas.

Mas existe alternativa para quem quer ficar longe do leite de vaca: os leites vegetais.

Um desses leites de origem vegetal é o de inhame.

Se você gosta de alimentos naturais e saudáveis, sem dúvida vai amar a receita de leite de inhame.

O inhame é um alimento riquíssimo em benefícios.

Fortalece a imunidade, limpa o sangue e a pele, protege o aparelho reprodutor feminino, ajuda a evitar a dengue...

Enfim, é tudo de bom!

Então, anote a receita, pois vale realmente a pena fazer e consumir o leite de inhame.

INGREDIENTES

4 inhames pequenos (do tipo japonês)

1 litro de água

MODO DE PREPARO

Pique os inhames lavados e descascados em cubos grandes.

No copo do liquidificador, adicione o inhame picado e a água, bata por quatro minutos na velocidade máxima.

Coe a mistura numa peneira de malha grossa sem pressionar com a colher e aguarde cinco minutos.

Após esse procedimento, o seu leite de inhame está pronto.

Conserve até 5 dias guardando dentro da geladeira.

Obervações:

1. Não descarte a polpa que sobrou, aproveita para sopas  ou para engrossar molhos.

2. Se o inhame causar coceira na pele na hora de descascar, afervente o leite quando for consumi-lo.
Leia Mais ►