Cura Pela Natureza, saúde e tratamentos naturais

Água quente com limão desintoxica, emagrece, melhora digestão e normaliza colesterol e triglicérides

Dá para acreditar que a simples combinação de água quente com limão desintoxica, emagrece, melhora digestão e normaliza colesterol e triglicérides?

Não acredita?

Pois acredite!

Esta é mais uma receita testada e aprovada do Cura pela Natureza.

E o que faz essa simples receita ser tão benéfica?

Água quente e limão juntos contêm um poderoso antioxidante, a vitamina C, que acelera o metabolismo.

Além disso, essa combinação melhora a digestão, outro ponto muito importante para a desintoxicação e a perda de peso.

E também é diurética e levemente laxante, mais dois fatores muito bem-vindos para quem quer perder peso.

Você vai notar, ao tomar essa bebida, uma melhora na evacuação, com fezes mais macias.

Beber essa mistura também melhora casos de azia e de gases.

Isso porque ela fortalece todo o aparelho digestivo.

O fígado é um dos órgãos mais beneficiados pela mistura, o que faz com que ele produza menos colesterol e triglicérides.

Logo, outro benefício de beber água quente com limão é a normalização das taxas de colesterol e de triglicérides.

Uma das explicações para a melhora das funções do fígado com essa mistura é que ela contém o antioxidante eriocitrim.

Esta substância, encontrada no limão, segundo estudos, desintoxica e regulariza as funções hepáticas.

Tomar água quente com limão também melhora a absorção do cálcio, o que favorece a perda de peso.

E este é outro grande segredo do sucesso desta receita.

Se você ainda não sabe, o cálcio ajuda a emagrecer e regulariza a pressão arterial.

Esse mineral atua dentro das células de gordura.

Quando absorvemos melhor esse nutriente, ocorre um estímulo à lipólise, ou seja, à queima de gordura.

Consumir água quente com limão também fornece uma boa quantidade de Orac.

Não sabe o que é Orac?

Segundo o Wikipédia, "o índice Orac (acrônimo para "'Oxygen Radical Absorbance Capacity', ou capacidade de absorção dos radicais oxigenados) é um método de quantificação das capacidades antioxidantes (...)"

Não entendeu?

Vamos descomplicar: Orac é uma medida que criaram para medir a capacidade de antioxidantes dos alimentos.

Quanto mais Orac houver num alimento, maior será sua oferta de antioxidantes.

E a mistura de água quente com limão é riquíssima em Orac.

Como consequência, ela é um potente protetor contra o envelhecimento precoces e contra doenças como câncer e catarata.

E como se faz e se toma essa mistura?

É tudo muito simples.

Encha um copo (200 mL) com água.

Ferva essa água.

Desligue o fogo e espere a água esfriar a uma temperatura suportável para beber.

Quando atingir essa temperatura, esprema um limão inteiro nessa água.

O limão tem que ser fresco, novinho, pois conterá mais enzimas.

Por essa razão a água não pode estar muito quente, pois a temperatura elevada demais destrói as enzimas do limão.

Se conseguir limão orgânico, melhor ainda.

Outro ponto importante: beba de uma forma que haja pouco contato com os dentes, pois o limão pode causar o desgaste do esmalte dentário.

E depois você deve escovar muito bem os dentes.

Melhor horário para fazer: de manhã, em jejum.
Leia Mais ►

Receita de analgésico natural de ervas

Dor e febre, males muito comuns.

Normalmente usamentos medicamentos analgésicos (no caso de dor) e antitérmicos (no caso de febre) para tratá-los.

Esses medicamentos, porém, não tratam as doenças apenas: eles intoxicam nosso sangue com muita química nociva, agridem nosso aparelho digestivo, entre outras consequências.

Como fazer então?

Tentar resolver o problema de forma natural.

É lógico que isso tem que ser feito com responsabilidade.

A receita caseira que vamos ensinar agora é riquíssima em substâncias analgésicas.


E também tem a capacidade de abaixar a febre.

Este remédio natural costuma resolver problemas de dor, febre, gripe e resfriado.

Ele contém quatro ervas medicinais: malva, sálvia, eucalipto e alecrim.

O poder dessas ervas é imenso.

A malva é anti-inflamatória e amplamente usada para tratar bronquite, catarro, dor de garganta, rouquidão, feridas e faringite.

A sálvia também é anti-inflamatória e é indicada nos casos de inapetência, edema, afecções da boca, afta, tosse e bronquite. 

O eucalipto é excelente para tratar doenças respiratórias ou alérgicas, como rinite e sinusite.

E o alecrim é especialíssimo, sendo um potente tônico para todo o organismo.

E como se faz esse analgésico e antitérmico natural.

É muito fácil a receita.

Confira:

INGREDIENTES

1 colher (sopa) de malva 

1 colher (sopa) de sálvia

1 colher (sopa) de eucalipto

1 colher (sopa) de alecrim

1 litro de vinho branco de boa qualidade

MODO DE PREPARO

Lave as ervas (são encontradas em casas de plantas medicinais e em lojas de produtos naturais) e coloque dentro do vinho.

Agite a garrafa e ponha para repousar por um mês em local fresco e escuro.

É preciso agitar a garrafa de três em três dias.

Depois do prazo de 30 dias, coe a bebida e acrescente 50 gramas de mel.

Feche a garrafa.

Está pronto o analgésico natural de ervas.

Tome quatro colheres (chá) por dia.

Você pode tomar pelo tempo que quiser, mas recomendamos que se interrompa assim que os sintomas desaparecerem.

Leia Mais ►

Receitas caseiras para eliminar formigas

Ninguém gosta de ver um exército de formigas caminhando pela casa, não é verdade?

Mas é supercomum presenciar esses bichinhos atacando os doces da cozinha ou as migalhas de comida que se deixam cair no chão da sala.

Por isso o primeiro passo é garantir a boa limpeza do ambiente. 

O ditado popular diz: “Formiga é bom para vista”.

Cuidado!

É importante entender que, apesar de parecerem inofensivas, as formigas representam risco à saúde, pois podem transmitir muitas doenças, já que perambulam por todos os lugares, inclusive em lixeiros.

Além disso, se elas entrarem em aparelhos eletrônicos, como acontece normalmente no inverno, nós teremos grandes prejuízos.

E o que fazer para evitá-las?

Formigas não gostam de folhas de louro, cravos, salsa e casca de laranja ou limão.

Logo, espalhar punhados de folha de louro em gavetas e armários é uma boa estratégia para evitá-las.

Qual é o lugar preferido dessas intrusas?

O açucareiro, claro! 

Nossa dica é: mergulhe alguns cravos num recipiente com álcool e depois coloque-os dentro do açucareiro.

O resultado é comprovado!

Além dessas dicas, existe outra excelente, que você vai aprender agora.

INGREDIENTES

900 mL de água

100 gramas de alho

MODO DE PREPARO

Coloque o alho dentro da água.

Espere 48 horas.

Coe a solução e aplique no ninho das formigas.

Outra solução, mas menos ecológica, pois leva detergente, é a que ensinaremos adiante:

INGREDIENTES

Meio copo de água

2 colheres de detergente

2 colheres de vinagre

MODO DE PREPARO

Coloque a mistura num borrifador e espirre nas frestas em que as formigas costumam se alojar. 

Por fim, uma última dica: se as formigas frequentam o jardim da casa, você pode afastá-las borrifando suco de limão no formigueiro.
Leia Mais ►

Leitora ensina exercício para curar labirintite

Esta receita é de uma leitora nossa.

Ela tinha uma severa labirintite e garante que se curou apenas com este exercício.

Antes de mostrar como se faz o exercício, vamos falar um pouco da labirintite, pois isso vai ajudar a entender a eficácia da receita.

Labirintite é uma inflamação na região conhecida como "labirinto", que fica no interior no ouvido.

Os principais sintomas são tonturas e vertigens.

É um problema que pode prejudicar as atividades do cotidiano, pois pode comprometer tanto o equilíbrio quanto a audição.

As principais vítimas desse mal são fumantes e consumidores de álcool, refrigerante, café ou chocolate.

A cafeína, a propósito, deve ser banida da vida de quem tem ou teve labirintite.

Uma vida saudável, com alimentação regrada e a prática regular de exercícios é a melhor forma de se proteger da labirintite e da maioria das doenças.

Basta observar que esta, assim como as outras, é uma doença do estresse e da falta de exercícios.

Além, claro, de equívocos alimentares, como os já referidos: álcool, refrigerante, café e chocolate.

O Cura pela Natureza já publicou ótimas receitas naturais para tratar labirintite.

Uma delas é esta <AQUI>

A que vamos ensinar agora, porém, é muito mais simples.

É mais simples porque é apenas um exercício.

A dica é de uma leitora.

Veja como é fácil: o primeiro passo é sentar.

Nunca faça esse exercício em pé, pois pode sentir tontura.

Enfim, é para fazer sentado.

O próximo passo é encher os pulmões com ar.

Imediatamente, feche a boca e as narinas e faça força para soltar o ar.

Quando não for mais possível segurar o ar, solte-o pela boca e nariz.

Faça o exercício, duas vezes por dia.

A leitora garante que esse exercício resolve o problema e dá sua explicação: "O exercício desobstrui os minúsculos vasos do labirinto", ou seja, vai melhorar a circulação na região.

A receita, enfim, é muito simples.

Não custa tentar, não é?

Mas atenção: o exercício é contraindicado para hipertensos, cardiopatas e idosos.
Leia Mais ►

Homem revela segredo para não ficar doente

A receita que iremos ensinar adiante foi retirada do livro "The secrets of people who never get sick", em português, "Os segredos das pessoas que nunca ficam doentes".

O livro é muito bom e reúne em cerca de 200 páginas alguns segredinhos de pessoas que, segundo a autora, Gene Stone, nunca adoecem.

Uma dessas pessoas que nunca adoecem é Bill Thompson, 64 anos.

Bill mora na Flórida, Estados Unidos, e seu segredo é uma receita com água oxigenada volume 10.

Faz anos que Bill não adoece e relata, no livro, que em seu mais recente exame clínico geral o seu ecocardiograma era de uma pessoa de 20 anos.

Bill aprendeu a receita com o pesquisador e especialista em peróxido de hidrogênio (o outro nome da água oxigenada) Kenneth Seaton.

Segundo esse pesquisador, a água oxigenada é um poderoso exterminador de vírus, germes, fungos e bactérias.

E Bill, há mais de 20 anos,  todos os dias, protege seu corpo usando uma receita com água oxigenada.

E, por coincidência ou não, garante ele, desde então nunca mais adoeceu.

E como é essa receita de Bill Thompson?

Ele enche uma bacia ou cuba de inox com água morna (mais ou menos 5 litros) e adiciona 100 ml de água oxigenada de 10 volumes.

Depois, ele mergulha a cabeça várias vezes, com a boca e os olhos fechados, e expele o ar pelo nariz fazendo bolhinhas.

Não entendeu?

Não há complicação.

O segredo são as bolhinhas.

Você expele o ar pelo nariz, com a cabeça imersa na água e, durante o processo, produz bolhas.

Dessa forma, você faz a mistura (oxigênio) circular pelo nariz e vias aéreas.

Cansou?

Tire a cabeça da água e repita a operação.

Faça isso várias vezes.

Se você tem sensibilidade nos ouvidos e for fazer esse tratamento, use um protetor auditivo.

Bill faz a receita diariamente, uma vez ao dia, logo que acorda.

Quando termina, ele seca o cabelo com uma toalha.

E joga fora a água que ficou na bacia/cuba.

Ah, não precisa se preocupar com um possível clareamento de seu cabelo.

A água oxigenada estará muito diluída para alterar a cor dele.

Nós testamos a receita.

E sentimos, logo de início, uma melhoria na respiração.

Vimos que ela faz uma ótima limpeza nas regiões ligadas ao nariz e à garganta.

Por isso é também bastante indicado para doenças como rinite e sinusite.

P.S.: Depois da publicação deste post, alguns leitores entraram em contato para dizer que não entenderam a receita.

Vamos aclarar mais ainda.

Não é para inalar a água.

O texto original fala em " blowing air out of his nose to get the mixture circulating", ou seja, "soltar o ar para fora do nariz para conseguir a circulação da mistura". 

É claro que "soltar o ar para fora do nariz" é expelir o ar e, nesse processo, serão produzidas bolhinhas.

Quando fazemos isso (nós já fizemos), cansamos.

Então tiramos a cabeça da água, descansamos um pouco e repetimos o processo.

Enfim, é como está no nosso post.

Leia Mais ►

Bolo saudável de laranja: sem glúten, sem leite, sem açúcar e sem ovos


Algum leitor mais crítico pode, ao ler o título deste post, dizer: "Isso não é bolo - é bomba!"

Se você pensou isso, pode mudar de ideia.

Este bolo - apesar de não conter glúten, leite, ovos e açúcar - é superdelicioso.

E qual o segredo deste bolo?

É complicado explicar, afinal é muito difícil um bolo sem esses ingredientes ficar bom.

O certo é que este deu certo, e muito!

Sem dúvida, é um bolo especial.

Afinal não é todo dia que encontramos um bolo de laranja sem glúten.

E o fato de não ter glúten é uma grande vantagem.

Isso porque a cada dia surgem novas notícias negativas a respeito do glúten.

E quem tira o glúten da dieta - seja alérgico, intolerante ou nada disso - sente claramente um ganho na saúde.

Muitos sintomas desaparecem, inclusive os de natureza psicológica.

E isso não é por acaso, pois há pesquisas que vinculam o glúten a certas alterações de comportamento.

Mas o glúten não é o único "veneno" que está fora deste bolo.

O bolo também está livre dos vilões açúcar e lactose.

A receita é simples.

Aí vai ela:

INGREDIENTES

200 gramas de suco puro e natural de laranja

100 mL de azeite extravirgem de oliva

300 gramas de passas

1 pitada de sal

3 colheres (chá) de linhaça dourada

200g de farinha de arroz 

1 colher de sopa de fermento em pó ou de bicarbonato de sódio (preferimos o bicarbonato, pois o fermento para bolo é transgênico atualmente)

MODO DE PREPARO

Comece triturando a linhaça no liquidificador.

Acrescente à farinha de arroz, mexa e adicione os outros ingredientes (sempre mexendo), deixando as passas e o fermento por último.

Unte uma fôrma e coloque a massa dentro dela.

Preaqueça o forno e leve para assar em fogo médio por cerca de 40 minutos.

Depois, espere esfriar e aproveite o seu delicioso e saudável bolo de laranja!
Leia Mais ►

Suco de folhas de graviola desintoxica e ajuda a combater câncer


Você tem um pé de graviola (Annona muricata) no quintal ou no sítio/chácara?

Nossos parabéns!

Você tem um tesouro!

Esse pé de graviola pode curar seus parentes ou amigos de várias doenças, inclusive câncer.

Não, não estamos exagerando ou vendendo ilusões.

Estamos falando com toda a seriedade que requer um trabalho como o nosso.

O que torna a graviola uma planta tão especial?

Pesquisadores dos Estados Unidos e de outros países descobriram que a folha da graviola contém substâncias medicinais chamadas acetogeninas, que curam muitos tipos de câncer. 

Um preparado com folhas de graviola, dentro de um tubo de ensaio, eliminou células cancerosas muito mais rápido que o melhor e mais caro remédio usado nos hospitais.

Os americanos já estão convencidos do poder da graviola.

Tanto que muitas empresas dos Estados Unidos estão investindo forte nessa planta/fruta.

Uma delas é a Raintree, a maior distribuidora de graviola e outras plantas medicinais da Amazônia, enviando-as de lá para todo o mundo.

A Raintree importa cerca de 400 toneladas de plantas do Brasil, Peru e Equador.

À frente dessa operação está Leslie Taylor, uma texana que aos 24 anos descobriu ter uma forma rara de leucemia e conseguiu se curar com um tratamento à base das folhas de graviola.

Para quem está em busca da cura do câncer ou de outra enfermidade, uma das melhores formas de aproveitar o potencial da graviola é tomar o suco de suas folhas.

A receita é muito simples: você vai bater em 1 lito de água pura (sem cloro ou flúor) 5 folhas frescas de graviola.

Vai coar e tomar esse suco ao longo do dia.

Logo de início, você vai sentir o poder desintoxicante da graviola, pois vai eliminar bastante catarro. 

Tome o suco até conseguir a cura almejada.

É claro que você não deve abandonar o tratamento prescrito pelo seu médico.

Aliás, nunca abandone o tratamento do médico.

Por isso é muito importante encontrar um bom profissional em quem você possa confiar totalmente.

Voltando ao suco, o bom desse tratamento é que ele não causa efeitos colaterais.

O único sintoma relatado por quem tomou foi a eliminação de muco/catarro.

Mas isso é o resultado da limpeza que o suco de folhas de graviola faz no organismo.

Além de câncer, este suco é muito indicado para tratar artrite e para estimular a imunidade.

Antes de terminar, um pedido: se você tem um pé de graviola em casa e puder nos enviar algumas folhas, entre em contato pelo email curapelanaturezablog@gmail.com 

Nós já tomamos esse suco (para desintoxicar e manter a saúde), porém tivemos de parar porque não mais encontramos as folhas onde moramos.
Leia Mais ►

Suco de abacaxi, cavalinha e hibisco é potente emagrecedor natural

O Cura pela Natureza tem muitas receitas de emagrecimento.

A maioria delas de grande sucesso, como a <ÁGUA DE BERINJELA>, com 55 mil curtidas, e a <ÁGUA SASS>, com mais de 200 mil curtidas.

Apesar de já termos publicados muitas receitas que ajudam a perder peso, todos os dias recebemos solicitação de novas.

No entanto, como sabemos de nossa responsabilidade, não atendemos de imediato a essa demanda.

Antes de uma receita de emagrecimento ser publicada no site, nós pesquisamos e a avaliamos com muito critério.

É claro que uma receita sozinha não será a responsável pelo emagrecimento.

É preciso um conjunto de hábitos, como exercício e dieta, além, claro, de força de vontade.

Mas uma boa receita pode tornar mais rápida sim a desejada perda de peso.

É o que vai acontecer se você incluir no seu cardápio de emagrecimento o suco de abacaxi, hibisco e cavalinha.

Todos esses ingredientes têm reconhecidamente atividade emagrecedora.

O abacaxi é bastante diurético e rico em fibras, o que o torna um forte desintoxicante natural.

O abacaxi ainda auxilia a digestão, especialmente a de proteínas, e melhora a circulação.

O hibisco auxilia na redução de gordura, na digestão, regulariza o intestino e ainda combate a retenção de líquidos.

Tudo isso é um grande facilitador do emagrecimento.

O hibisco ainda é muito rico em flavonoides, uma poderosa substância antioxidante que combate os radicais livres, protegendo o coração de doenças e a pele do envelhecimento.

A cavalinha é uma planta medicinal com muitas virtudes.

Ela é diurética e excelente para os rins.

E tem uma forte ação emagrecedora, destacando-se o seu poder de queimar as gordurinhas e de eliminar o excesso de líquido.

A cavalinha tem ainda duas importantes qualidades: diminui a fome, aumentando a sensação de saciedade; e combate a flacidez.

Agora que você já sabe as razões da eficiência deste suco, só nos resta ensinar a receita.

Anote:

INGREDIENTES

1 litro de água

1 colher(sopa) de cavalinha seca

1 colher (sopa) de hibisco seco

2 rodelas de abacaxi sem casca

Gelo em cubos

MODO DE PREPARO

Ponha a água para ferver.

Quando levantar fervura, desligue o fogo e acrescente a cavalinha e o hibisco.

Abafe por 10 minutos.

Quando esfriar, coe e bata no liquidificador com as duas rodelas de abacaxi.

Acrescente gelo em cubos e beba em seguida 1 copo de 300 mL.

O que sobrar guarde na geladeira e tome durante o dia.

Além de todas as virtudes citadas, este suco é delicioso.

E tanto a cavalinha como o hibisco são facilmente encontrados em boas lojas de produtos naturais.
Leia Mais ►

Receita de repelente caseiro superfácil e natural

Durante o verão, é normal que a maior parte das pessoas viajem à praia para aproveitar os dias ensolarados.

Porém, apesar de ser relaxante, esse momento requer alguns cuidados especiais para evitar picadas de insetos, alergias e queimaduras na pele.

Por causa da água salgada do mar, por exemplo, o sol penetra mais intensamente na pele, o que pode provocar desconforto e até deixar vermelhidão.

Esse é um dos principais motivos para andar sempre pela praia com um protetor solar.

A médio e longo prazo, quem toma sol sem os devidos cuidados pode desenvolver problemas.

Outra forma de se proteger dos efeitos nocivos do sol intenso é utilizar os óculos escuros e chapéu, além de beber bastante líquido para manter a hidratação.

No que se refere aos insetos que costumam perturbar nessa época, especialmente em cidades litorâneas, a única forma de afastá-los realmente é por meio de repelentes.

Como esses produtos têm uma grande quantidade de substâncias químicas, que podem entrar no sangue e fazer mal para a saúde depois de algum tempo, o melhor é utilizar repelentes naturais.

O Cura pela Natureza já publicou uma receita <AQUI> para espantar o mosquito da dengue.

Agora, vamos mostrar uma que ajuda especialmente na prevenção contra pernilongos e borrachudos.

A fórmula é barata e simples de fazer.

Confira:

INGREDIENTES

Meia xícara de vinagre branco ou 20g de alho em pó

20 ml de óleo corporal

1 litro de água

MODO DE PREPARO

Misture o vinagre ou o alho ao óleo e a água, mexa bem e coloque o líquido em um borrifador para passar no corpo mais facilmente.

Por ser natural, esse repelente não resiste muito tempo e precisa ser reforçado, então o ideal é borrifá-lo a cada 2 horas, pelo menos.

Na primeira vez que usá-lo, faça um teste para ver se ocorre alguma reação alérgica: espalhe um pouco na região do cotovelo e veja como sua pele reage.

COMO FUNCIONA

O alho e o vinagre afastam os mosquitos, especialmente os borrachudos.

Porém, é indicado escolher um óleo corporal cheiroso para evitar que seu corpo fique com cheiro de vinagre ou alho.

Nossa sugestão: alfazema ou lavanda.

Leia Mais ►

O perigo dos recipientes de plástico

Quem enfrenta o trânsito de uma cidade grande ou viaja de carro costuma carregar uma garrafinha PET de água para hidratar o corpo, principalmente em dias de calor.

No entanto, a boa intenção pode ter efeito contrário por falta de conhecimento.

Mas agora você vai ficar esclarecido e entender por que uma aparentemente inofensiva garrafinha de plástico pode representar uma forte ameaça à sua saúde.

O primeiro ponto a entender é que garrafas plásticas possuem substâncias química, como o bisfenol A.

Segundo a doutora Cristiane Kochi, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, o bisfenol A pode provocar distúrbio hormonal principalmente em grávidas e em bebês. 

Além disso, suas moléculas são bem instáveis, podendo migrar dos objetos para os alimentos com mudanças de temperatura.

Não podemos também, ignorar as suspeitas de que o bisfenol A, que além de cancerígeno, mexe negativamente na qualidade do esperma, o que prejudica a fertilidade.

E o que fazer para evitar essa ação negativa do bisfenol A?

O ideal seria ficar longe de produtos plásticos que contêm essa substância.

Mas, para não ser tão radical, você pode minimizar os riscos dessa substância da seguinte forma:

- não coloque comida quente (principalmente com gordura) em recipientes plásticos;

- Não coloque embalagens plásticas com água, sorvete e outros alimentos no congelador;

- Não tome chá ou cafezinho em copo plástico.

Além dessas recomendações, se você tem filhos recém-nascidos, observe se a chupeta e mamadeira dele são livres de bisfenol A, o que é geralmente informado na embalagem.

Aqui no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe a comercialização de chupetas e mamadeiras de plástico com essa substância.

Mas os leitores de outros países devem ficar atentos.

Alguns fabricantes já estão oferecendo vasilhas e garrafas livres de bisfenol A.

Essa informação consta no rótulo normalmente com a frase "livre de BPA/ BPA free".

E o pessoal de academia que leva sua própria garrafinha ou squeeze de plástico deve procurar no comércio garrafas ou squeezes "BPA free".

Agora outra informação importante: colocar o alimento/bebida num recipiente de plástico no congelador é ruim, mas menos perigoso do que colocar o alimento/bebida quente em vasilha ou garrafa de plástico.

Ah, que fique bem claro que não estamos dizendo que, se não seguirmos essas orientações, teremos câncer ou alguma disfunção hormonal - apenas estaremos aumentando o risco dessas doenças.

Não devemos, porém, viver com paranoia. 

Afinal, além da paranoia não ser saudável,  corremos o risco de pegar doenças desde o momento em que viemos ao mundo.

Mas é sempre bom ter o conhecimento necessário para cuidar melhor da saúde.

E é por isso que escrevemos este texto sobre os perigos das embalagens plásticas: para lhe dar uma informação que, com sabedoria, será  útil a você e a todos que desfrutam de seu convívio.
Leia Mais ►

Suco que combate celulite e retenção de líquido

Que tal um suquinho que ajudar a reter menos líquido e a prevenir o aparecimento de celulite?

Uma maravilha, não é?

Este suco é simples de fazer e a receita você vai aprender já, já.

Mas antes vamos explicar de forma resumida o que a celulite é.

A celulite é uma inflamação nas células de gordura, mas ela não está associada ao excesso de peso.

Pessoas magras também podem sofrer com esse mal.

Há várias causas e os principais são os maus hábitos alimentares, a genética, o sedentarismo e o desequilíbrio hormonal.

As maiores vítimas da celulite são as mulheres.

Mais de 80% delas são afetadas pela doença.

E o que há nesse suco que o torna um aliado na luta contra esse problema?

Três ingredientes que limpam o sangue, desinflamam células, aceleram o metabolismo, melhoram a pele e livram o organismo do inchaço causado pela retenção de líquidos.

São eles: abacaxi, cenoura e gengibre.

O abacaxi contém bromelina, substância com forte atuação anti-inflamatória.

Essa atividade anti-inflamatória da bromelina do abacaxi ajudará a combater todo tipo de inflamação, incluindo a celulite.

O abacaxi também é diurético e um poderoso redutor de gorduras.

O gengibre melhora a circulação e é anti-inflamatório, características que o fazem atuar contra varizes e celulite.

A cenoura é rica em vitamina A, que ajuda a evitar o excesso de produção de sebo na camada exterior da pele.

O excesso de sebo, junto com células mortas, obstrui os poros.

Além disso, antioxidantes como alfa e betacaroteno, presentes na cenoura, protegem as células da pele dos danos dos radicais livres.

E, por ser alcalinizante (melhora a qualidade do sangue), a cenoura tem um efeito de limpeza poderoso no fígado, o que ajuda a aliviar a carga de eliminações de toxinas pela epiderme, resultando numa pele com mais vida.

Agora vamos ensinar a receita.

Anote aí:

INGREDIENTES

1/4 de abacaxi sem casca

1/4 de cenoura sem casca

1 pedaço pequeno de gengibre sem casca

1 copo de água gelada

MODO DE PREPARO

Bata bem todos os ingredientes no liquidificador.

Depois, coe e sirva imediatamente.

Beba um copo desse suco diariamente por dois meses e verá grandes mudanças no seu corpo, especialmente na sua pele.
Leia Mais ►

Receita de geleia de gengibre sem açúcar

Para quem busca uma vida saudável, o gengibre é um ingrediente indispensável.

E o bom é que ele é muito versátil: com ele, faz-se suco, farinha, conserva, pasta, bolo, pão, enfim, um montão de coisas.

No meio desse montão de coisas, está a receita que vamos ensinar neste post: a geleia de gengibre.

E que delícia é esta geleia!

Você vai adorar!

O grande trunfo desta receita é que, além de saborosa, é bastante saudável.

Nós usamos rapadura, mais saudável que qualquer tipo de açúcar, inclusive o mascavo e o demerara.

Mas, se você não encontrar rapadura, pode fazer com açúcar mascavo que, de preferência, seja orgânico.

E, em termos medicinais, o que essa geleia vai nos proporcionar?

A rapadura vai deixá-la rica em minerais como cálcio, ferro e potássio.

O gengibre, o principal ingrediente da receita, acelera o metabolismo, o que agiliza a queima dos excessos alimentares.


Ele ainda tem uma importante utilidade: ajuda a saciar a fome.

Mas não para nisso: o gengibre tem ação anti-inflamatória, anticoagulante, antioxidante e bactericida.

E possui propriedades terapêuticas sobre o sistema digestivo, pois estimula a liberação de enzimas que promovem o esvaziamento do estômago.

Pensa que acabou?

Ainda não.

Por melhorar a circulação e ser anti-inflamatório, o gengibre atua contra varizes e celulite.

E é muito bom no tratamento de diversos distúrbios de saúde, como náuseas, dores de cabeça, gripes, resfriados, diarreias, dores de estômago e de doenças reumáticas, especialmente artrite reumatoide.

Acabou?

Não!

O gengibre é muito poderoso, amigo(a).

E outro benefício dele é a diminuição do colesterol.

O melhor de tudo é que todos esses benefícios podem ser obtidos de uma forma muito saborosa: consumindo a geleia de gengibre.

Podemos até dizer que esta geleia é o modo mais gostoso de aproveitar os benefícios do gengibre.

E como é feita esta geleia?

Muito simples.

Comprove:

INGREDIENTES

200g de gengibre fresco

200g de rapadura

1 limão

1 maçã média

MODO DE PREPARO

O primeiro passo é descascar o gengibre e a maçã e cortá-los em pequenos pedaços.

A rapadura também precisa ser cortada em pedaços pequenos ou ralada.

Então você vai levar ao fogo baixo esses três ingredientes, o gengibre, a maçã e a rapadura.

O ideal é que seja uma panela de fundo pesado.

Mexa constantemente.

Assim que começar a engrossar e os pedaços de gengibre estiverem macios, desligue o fogo e coe a geleia.

O que foi coado voltará à panela.

Neste momento, acrescente raspas de limão e, em seguida, esprema-o para retirar o suco, que irá para um recipiente separado e ficará reservado.

Agora você vai cozinhar até dar o ponto de geleia (desligue o fogo um pouco antes desse ponto, pois ela engrossa bastante quando esfria), acrescente o suco de limão e misture bem.

Ponha a geleia em um pote de vidro esterilizado e guarde-a em temperatura ambiente (não precisa ir para a geladeira).
Leia Mais ►